Setor deve traçar estratégias para fortalecer o elo com o poder público e o desenvolvimento conjunto

Tomou posse na última quarta-feira (13), em evento virtual, a nova diretoria da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação no Paraná (Assespro-PR) para o biênio 2021/22. Na nova composição o Oeste do Estado passou a contar com três representantes, uma forma de expressão quanto às demandas do setor na região. Na presidência, Lucas Ribeiro assume no lugar de Adriano Krzyuy, que passa agora a exercer a função de vice-presidente de articulação política.

Como objetivo principal, a meta é seguir o plano definido pelo Comitê de Governança: solidificar o Paraná como líder de negócios em tecnologia na América Latina, meta almejada até 2035. O Estado já é referência nacional em tecnologia e o novo presidente quer dar ainda mais visibilidade às empresas associadas a partir de um forte networking, vital para a atração de novos negócios, segundo a Assespro-PR.

Região Oeste

Com representações regionais, a diretoria da Subseção Oeste tem como titular Anaide Inês Holzbach de Araújo, e Siro Canabarro na suplência. A região também está representada no conselho de ética por Nérisson da Silva Leonhart, todos associados à Associação de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação do Oeste do Paraná (Iguassu-IT).

Anaide Holzbach de Araújo, que também é tesoureira da Iguassu-IT, destaca a possibilidade de maior interação. “A Assespro é a entidade que representa a área de tecnologia de todo o Estado e que leva essa representatividade a nível nacional. É importante que ela esteja sediada em Curitiba, pois é onde está o poder público estadual e onde ela consegue atuar melhor nas políticas públicas para o setor”, analisa. “No entanto, também é fundamental que a Assespro se volte para o Oeste e as empresas se sintam representadas em suas demandas. Temos tido participação cada vez mais intensa na área e, a Assespro, como parte desse ecossistema precisa estar mais próxima, até para aumentar essa participação e mostrar a força do segmento na economia do nosso Estado”, conclui.

O presidente da Iguassu-IT, Marcio Pinheiro, ressalta que a área de tecnologia ganha papel importante dentro das organizações no desenvolvimento de negócios. “Para nós, aqui no Oeste, é muito importante termos representantes dentro da Assespro, principalmente com as pessoas que estão altamente envolvidas no ecossistema. Estamos confiantes no bom trabalho”, destaca.

A representatividade do setor é muito importante, segundo Siro Canabarro. “A Assespro é nossa entidade para trabalhar a representatividade política do setor”, frisa. Canabarro observa, por exemplo, que “se o governo fizer algo que atinja as indústrias, a CNI, vai defender seus associados. O setor de tecnologia não tem outra entidade que representa o setor, e, este é um papel desenvolvido pela Assespro”, explica.

Novas iniciativas

O presidente, Lucas Ribeiro ressalta que, dentre as iniciativas, estão previstas no plano diretor da nova diretoria ações para o fortalecimento do elo com o poder público, criação de prêmios para o setor e busca de investimentos gerais e em marketing.

Fonte: Assessoria