Falta de acessibilidade pode afetar pessoas que não comunicarem ao TRE-PR a necessidade de votar em seções sem barreiras físicas. Foto: Reprodução

No Paraná, 83 mil eleitoras e eleitores declararam ter algum tipo de deficiência, mas grande parte da população que precisa votar em seções sem barreiras físicas ainda não informou ao TRE-PR

A qualquer momento, eleitoras e eleitores podem informar a sua deficiência ou mobilidade reduzida à Justiça Eleitoral, para registro no cadastro. O propósito é que todas as pessoas tenham acesso fácil e sem barreiras à urna eletrônica.

Para que seja preparada a logística das seções com acessibilidade, a Justiça Eleitoral do Paraná recomenda que a comunicação seja feita ao cartório eleitoral até o final de agosto.

Como informar?

É possível informar sua deficiência comparecendo a um cartório eleitoral de forma presencial, por e-mail para a sua zona ou via WhatsApp, pelo número (41) 3330-8500 do Multicanal. Em caso de dúvidas, fale com o Disque-eleitor (0800-640-8400); a ligação é gratuita.

Eleitorado no Paraná

Segundo o Portal de Estatísticas, entre as 8.475.632 pessoas aptas a votar no Paraná, 83.998 declararam ter algum tipo de deficiência. Houve um crescimento de 11,86%, comparado às Eleições Gerais de 2018, quando eram 75.092. Elas representam 0,99% do eleitorado paranaense. Confira dados de 2022:

  • 33,97% declararam deficiência de locomoção (31.373);
  • 12,50% registraram deficiência visual (11.540);
  • 7,60% afirmaram ter deficiência auditiva (7.018);
  • 2,50% declararam ter dificuldades para exercício do voto (2.309);
  • 43,43% registraram outros tipos de deficiência (40.108).

Esses dados, entretanto, estão muito abaixo do número total de pessoas que declaram ter algum tipo de deficiência no estado. De acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) de 2019 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 7,9% da população paranaense (com dois anos de idade ou mais) declarou ter algum tipo de deficiência. Ou seja, grande parte do eleitorado com deficiência ou mobilidade reduzida ainda não informou à Justiça Eleitoral.

Mais acessibilidade

Nas eleições deste ano, as urnas eletrônicas contarão com tradução para a Língua Brasileira de Sinais (Libras), com intuito de facilitar a votação para as pessoas com deficiência auditiva. 

Para pessoas cegas ou com baixa visão, além do sistema Braille, já utilizado em outras eleições, também serão disponibilizados nas seções eleitorais fones de ouvido. Por meio deles, serão enviados sinais sonoros com a indicação do número digitado e da candidata ou candidato escolhido.

Acesse a página das Eleições 2022

Texto: Carla Tortato
Revisão: Melissa Medroni
Imagem: Elivelton Martins
Secretaria de Comunicação: Marden Machado
SECOM/TRE-PR

Não compartilhe boatos! Acesse o Gralha Confere

Siga-nos no TwitterInstagramSoundCloudTikTok e LinkedIn

Curta nossa página oficial no Facebook

Acompanhe nossas galerias de fotos no Flickr

Inscreva-se em nosso canal no YouTube

Fonte: TRE-PR