por Paulo Torres — publicado 28/08/2020 11h45, última modificação 28/08/2020 14h33A Câmara de Toledo realizou na sexta-feira, dia 28 de agosto, a partir das 8:30h, a redistribuição das representações de blocos e partidos nas Comissões Permanentes, observando o surgimento da bancada do PL-Partido Liberal, que separou-se do Bloco Amor e União por Toledo, que antes formava ao lado do PP-Partido Progressista e DEM-Democratas. A reunião foi definida pela Mesa Diretora, através do presidente Antônio Zóio, em função do protocolo n° 1462, dos vereadores Genivaldo Paes e Walmor Lodi, que integram a bancada do PL.

A nova composição das Comissões Permanentes (no detalhe) abriu espaço ao PL

IMG_9479a.JPG

A Câmara de Toledo realizou na sexta-feira, dia 28 de agosto, a partir das 8:30h, a redistribuição das representações de blocos e partidos nas Comissões Permanentes, observando o surgimento da bancada do PL-Partido Liberal, que separou-se do Bloco Amor e União por Toledo, que antes formava ao lado do PP-Partido Progressista e DEM-Democratas.

A mudança agora feita visa a observação da proporcionalidade e conforme prevê o Regimento Interno no parágrafo quinto do artigo 51 e no parágrafo segundo do artigo 66. A reunião foi definida pela Mesa Diretora, através do presidente Antônio Zóio, em função do protocolo n° 1462, dos vereadores Genivaldo Paes e Walmor Lodi, que integram a bancada do PL. No documento os vereadores comunicam seu desligamento do Bloco Amor e União por Toledo, com a formação da Bancada do Partido Liberal. Na reunião desta sexta, dia 28, os líderes acordaram a entrada do PL, através do vereador Genivaldo Paes, na CLR-Comissão de Legislação e Redação, na vaga deixada por Gabriel Baierle, do Bloco Amor e União por Toledo. O vereador Gabriel, por sua vez, ao deixar a CLR ingressou na CTA-Comissão de Trabalho, Administração e Serviços Públicos, na vaga deixada por Genivaldo. Assim o PL ficou com uma vaga na CTA, através da continuidade de Walmor Lodi. Na CFO, CDU e CTA o vereador Walmor Lodi continua participando, mas agora como representante do PL e não mais do Bloco Amor e União por Toledo.

A Câmara de Toledo conta com sete Comissões Permanentes: CLR-Comissão de Legislação e Redação; CFO-Comissão de Finanças e Orçamento; CDU-Comissão de Desenvolvimento Urbano e Economia; CEC-Comissão de Educação, Cultura e Desporto; CSS-Comissão da Saúde, Seguridade Social e Cidadania; CTA-Comissão de Trabalho, Administração e Serviços Públicos e CMA-Comissão do Meio Ambiente. As vagas da distribuição anterior foram preenchidas em 13 de abril, após o prazo final da janela partidária, que permitiu a troca de sigla sem perda do mandato.

A distribuição de vagas reuniu os líderes e integrantes dos agora quatro partidos – Patriota, PSD, PV e o PL – e dois blocos – Unidos por Toledo e União e Amor por Toledo, com assento na Câmara de Toledo. As direções das Comissões Permanentes definidas após a redistribuição de abril serão mantidas.

O Bloco Amor e União por Toledo perdeu dois integrantes com a separação do PL mas ainda reúne a maior composição, com 6 membros, mantendo 13 das 16 vagas que tinha, enquanto o Unidos por Toledo com 4 membros manteve suas 7 vagas, assim como o PSD, com 3 membros e o DEM, com dois membros. Já o Patriota com 2 membros teve direito a 4 e o PV com dois membros teve uma vaga, enquanto o Partido Liberal ganhou vagas na CLR, CFO, CDU e CTA.

Além da bancada do PSD – Marcos Zanetti, Olinda Fiorentin e Vagner Delabio -, a Câmara contou também para definição das Comissões Permanentes em abril o PV-Partido Verde, integrado por Antônio Zóio e Marly Zanette e o Patriota, composto por Airton Savelllo e Leandro Moura e os dois blocos. Os blocos permanecem sendo o União e Amor por Toledo, agora com apenas dois partidos – PP-Partido Progressista e DEM-Democratas – e o Unidos por Toledo segue reunindo três partidos – MDB, PSB e Cidadania, surgindo agora a bancada do PL-Partido Liberal, com dois integrantes.