Foto: Gilson Abreu/AEN

O Banco do Agricultor Paranaense, programa lançado pelo Governo do Estado do Paraná, chega para alavancar investimentos por meio da equalização de taxa de juros em diversas atividades agropecuárias. Além de promover inovação tecnológica, sustentabilidade, geração de emprego e melhoria da competitividade do produto paranaense.

O Estado vai compensar o agricultor com o reembolso de até 3 pontos porcentuais do juro contratado junto às instituições financeiras que trabalham com crédito rural. A subvenção econômica tem como beneficiários produtores rurais, cooperativas e associações de produção, comercialização e reciclagem, e a agroindústrias familiares.

Para esclarecer como deve funcionar o programa e quais os critérios para que o agricultor possa participar, o IDR-Paraná traz uma série sobre as diferentes linhas de financiamento.

As linhas que o programa deve atender são: fruticultura, olericultura, erva-mate, pinhão, irrigação, café, bovinocultura de leite, piscicultura, sericicultura, agroindústria, cooperativismo e floricultura. 

Esta primeira reportagem será sobre as linhas de financiamento para projetos de pecuária de leite, piscicultura e irrigação!

Pecuária de leite:
Para aquisição de matrizes, de instalações, equipamentos e implementos destinados a melhorar a produtividade, a qualidade, adequação sanitária e a renovação genética do rebanho leiteiro. 

Observará os seguintes critérios:
I – Equalização de até 3 pontos percentuais, ao ano, para agricultores familiares com declaração de aptidão ao Pronaf localizados em municípios com IDH abaixo da média estadual;
II – Equalização de 2 pontos percentuais, ao ano, para os agricultores familiares com declaração de aptidão ao Pronaf localizados nos demais municípios.
*É passível de equalização valor financiado não excedente a R$ 165 mil por CPF. Se o valor financiado for superior, fica ao beneficiário o pagamento integral dos encargos incidentes sobre o valor que exceder a esse limite.

Projetos de piscicultura:
Para realização de obras civis e instalações, aquisição de equipamentos, elaboração de projetos, assistência técnica e custeio associado.

Observará os seguintes critérios:
I – Equalização de até 3 pontos percentuais, ao ano, para agricultores familiares com declaração de aptidão ao Pronaf localizados em municípios com IDH abaixo da média estadual;
II- Equalização de 2 pontos percentuais ao ano para agricultores familiares com declaração de aptidão ao Pronaf localizados nos demais municípios.
*É passível de equalização valor financiado não excedente a R$ 165 mil por CPF. Se o valor financiado for superior, fica ao beneficiário o pagamento integral dos encargos incidentes sobre o valor que exceder a esse limite.

Projetos de irrigação:
Aquisição e instalação de equipamentos, elaboração de projetos, prestação de assistência técnica e execução de obras civis, nas atividades de produção de grãos, pastagens, forragens, mandioca, café, frutícolas, flores e olerícolas.

Observará os seguintes critérios:
Por conta das severas estiagens de 2020 e a necessidade de reduzir os custos de produção de explorações com intensiva demanda de energia, as contratações efetivadas até 31/12/2022 terão equalização integral das taxas de juros.
*É passível de equalização valor financiado não excedente a R$ 850 mil por CPF, respondendo o beneficiário pelo pagamento integral dos encargos incidentes sobre o valor contratado que eventualmente exceder a esse limite.

Para consultar o Manual do Banco do Agricultor para mais informações Clique Aqui 

Fonte: Assessoria de Comunicação IDR-Paraná