Foto: Ricardo Morante/Secom

Foi publicada na edição desta terça-feira (23) do Órgão Oficial a Lei “R” nº 14/2021, a qual “dispõe sobre o reajuste dos vencimentos/salários e demais vantagens dos servidores e empregados públicos municipais de Toledo”. A matéria legislativa foi sancionada na tarde de ontem pelo prefeito em exercício Ademar Dorfschmidt e pela secretária de Recursos Humanos, Marta Fath, e estabelece que a correção passa a valer para servidores ativos e inativos a partir de 1º de março de 2021, com impacto já na remuneração que estará a disposição a partir do próximo dia 31.

O reajuste destina-se somente à correção da inflação do período entre fevereiro de 2020 e janeiro de 2021 medida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) por meio do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que foi de 4,5591%. No que couber, o disposto nesta lei também se aplica aos colaboradores ativos e inativos da Câmara Municipal. “Este é um ato formal exigido pela lei trabalhista aprovado pelo Legislativo. Nosso governo tem zelado muito pelo dinheiro público, mas não tem deixado de cumprir sua obrigação para com os servidores, que certamente utilizarão este dinheiro a mais para girar a economia, o qual voltará para os cofres da prefeitura na forma de impostos”, explica Ademar.

Levando em conta somente os cerca de 4.800 servidores do Poder Executivo Municipal, este acréscimo será na ordem de R$ 1,24 milhão por mês. “Este valor é estimado, pois só saberemos o montante exato daqui alguns dias, quando fecharemos a folha que será paga no fim de março”, explica o secretário da Fazenda, Jadyr Cláudio Donin.

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação