Com todos os cuidados e limitação de capacidade, destino se mostrou seguro. Até domingo (6), pouco mais de 5 mil pessoas haviam visitado as Cataratas e 2,5 mil a Itaipu. O balanço final, com os números de segunda (7), deve ser divulgado nesta terça (8).

Foz do Iguaçu se preparou para receber, com todos os protocolos sanitários, os viajantes cansados de ficar em casa. Resultado: dentro do limite de visitação estabelecido, o Destino Iguaçu ficou cheio de turistas neste feriado prolongado da Independência. Os atrativos superaram as metas estabelecidas. O segmento turístico que apostou na retomada não tem do que se queixar.





Plano de viagem

Paulo Acorsi e Marina Floria queriam conhecer um local próximo e que a família pudesse fazer a viagem de carro próprio. “Há algum tempo já planejávamos conhecer a cidade de Foz do Iguaçu. Agora que a pandemia deu uma trégua, resolvemos pegar a estrada, e posso garantir que esta viagem de carro de São Paulo para Foz do Iguaçu valeu a pena demais. Hoje, depois de tanto tempo em casa, estamos mais leves, relaxados e tranquilos”, afirmou Marina.O casal catarinense da cidade de Piçarras, Danilo e Gisele Petry, destaca que o passeio superou as expectativas da família. “Foi a melhor oportunidade e experiência que vivemos nos últimos tempos. Um local perfeito para descansar e com total zelo e cuidado ao visitante. Estamos felizes pela escolha e viagem à Terra das Cataratas”, disse Danilo.

Volta da esperança
“A esperança retomou com força total”, diz o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna. Desde o dia 30 de agosto, uma campanha patrocinada pela Itaipu, com o apoio de parceiros, mostra que Foz do Iguaçu é um destino seguro.
Nos atrativos, restaurantes e hotelaria a movimentação foi grande na cidade. “Há muito tempo não recebíamos tantos visitantes. De fato, fomos surpreendidos. Esperamos que esse retorno seja só o início”, diz o presidente do Visitors Bureau, Felipe Gonzáles.
No Parque Nacional do Iguaçu, houve esgotamento de ingressos. A limitação é para evitar aglomerações e garantir a segurança do visitante e do atendente. Muita gente deixou para o dia seguinte a visitação.
No Marco das Três Fronteiras, o público foi acima do esperado. No Complexo Dreams Park Show também houve bastante procura. Gente de toda a parte do Brasil.
Já a hotelaria atingiu a casa dos 30% da capacidade, um percentual que reanima o setor. Durante a pandemia, os hotéis estavam à míngua e, no retorno gradativo, não haviam registrado até então mais de 5%.
Para o presidente do Conselho Municipal de Turismo, Paulo Angeli, o feriadão da Independência foi uma prova de fogo. “Passamos no teste. Os visitantes sentiram segurança para retornar e escolheram nosso destino, o que redobra a nossa responsabilidade e nos dá ânimo para seguir em frente.”O general Silva e Luna reforça: “Nossa gente queria um destino agradável e encontrou tudo isso nesse canto maravilhoso do planeta. Foz do Iguaçu está de parabéns”. O balanço final será divulgado logo mais, nesta terça-feira (8), com os dados de segunda-feira (7) já consolidados, mas os números parciais já dão uma boa sinalização do que foi esse feriadão. Todos os atrativos superaram a meta, mas, melhor do que isso, demonstraram estar seguros e preparados para o recomeço.

Os números de sábado e domingo No sábado (5), as Cataratas receberam 2.275 visitantes; no domingo (6), 2.758. Para os dois dias e também para esta segunda-feira de feriado, o Parque Nacional do Iguaçu colocou à disposição 2.800 ingressos diários, durante as 8 horas de atendimento (das 8 às 16h). Essa limitação é para garantir um passeio ainda mais seguro para todos, num ambiente aberto e num cenário maravilhoso.A usina de Itaipu também comemora. Entre sexta-feira e domingo, os atrativos do Complexo Turístico receberam 2,5 mil visitantes. Só no domingo foram 1.515. Fonte: Assessoria Itaipu