Toledo ficou sem representante direto e a dependência de os de fora, significa segundo plano para uma cidade com 100 mil eleitores jamais deve se repetir, assim se pronunciou o vereador Gabriel Baierle na tribuna, citando aqueles R$ 8 milhões anunciados pelo governo do estado que foram simplesmente “cortados”. Caso tivéssemos um deputa, isso jamais aconteceria, afirmou o vereador: Assista o pronunciamento: