Os próximos dias serão marcados por muita chuva em várias áreas do Rio Grande do Sul. Nesta quinta-feira (27), o avanço de uma frente fria por alto mar vai deixar o tempo instável e com risco de temporais em todo o sul gaúcho, inclusive na região da Campanha. Nesses locais, a chuva acontece a qualquer hora e há risco de fortes rajadas de vento.

Em áreas centrais do estado, como a região de Santa Maria e São Luiz Gonzaga, a quinta-feira começa com bastante sol, mas o céu enche de nebulosidade durante o dia e chove com moderada a forte intensidade entre a tarde e a noite. 

Com a aproximação da frente fria, a situação será de pré-frontal na metade norte gaúcha, inclusive em Porto Alegre – isso significa que as temperaturas ficarão bastante elevadas à tarde, e podem ocorrer rajadas de vento moderadas no decorrer do dia. No entanto, nessas localidades, ainda não há expectativa para chuva. 

Chuva se espalha mais até domingo

Na sexta-feira (28), o avanço da frente fria por alto mar e a circulação de ventos quentes e úmidos que sopram da Região Norte do Brasil vão espalhar nuvens bastante carregadas por várias áreas do Rio Grande do Sul. Neste dia, a chuva forte pode ocorrer a qualquer hora em praticamente todo o centro-sul gaúcho, inclusive na capital. Nas áreas mais ao norte do estado, a chuva se concentra apenas no período da tarde e da noite. 

Durante o fim de semana, uma nova frente fria vai se formar e avançar sobre o Rio Grande do Sul, o que irá provocar várias pancadas de chuva entre sábado e domingo. Há risco de temporais!

Confira as temperaturas previstas para Porto Alegre nos próximos 15 dias!

Agosto deve terminar com chuva abaixo da média

Apesar dos volumes de chuva observados no Rio Grande do Sul até o dia 25/08, as anomalias permanecem muito negativas no estado – isso indica que, mesmo com estas duas frentes frias previstas, o mês de agosto ainda pode terminar com chuva abaixo da média. Na região de Porto Alegre, por exemplo, o acumulado entre o dia 01/08 e 25/08 está em 59,6mm, 56% abaixo do normal para agosto, que é de 135,3mm.

chuva-acumulada-e-anomalia
Fonte: CPTEC/INPE

Por outro lado, se observarmos na imagem acima o comportamento da chuva até agora em Santa Catarina e no Paraná, já é possível notar que os efeitos da seca na Região Sul diminuíram. Com a chuva observada até 25/08, os acumulados ficaram acima da média no Paraná e próximos da média mensal em Santa Catarina.

Colaborou neste texto o meteorologista da Climatempo João Basso.