As chuvas previstas para o final de semana sobre a região Sul brasileira e partes do Paraguai causaram estragos consideráveis sobre o país vizinho. De acordo com sites paraguaios, as fortes precipitações causaram enchentes que já afetam metade da população do país e causam impactos na agricultura e logística.

O Rio Paraguai subiu sete metros nesses últimos dias. A Secretaria de Emergência Nacional do Paraguai disse ao site Ultima Hora pela manhã que, até o momento, cerca de 60 mil famílias foram afetadas pelas enchentes, ou cerca de 240 mil pessoas. Em Assunção, capital do país, são mais de 13 mil famílias.

O prefeito de Assunção, inclusive, segundo reportam sites paraguaios, pediu que o presidente Mario Abdo Benítez declare estado de emergência nacional, o que favoreceria ações imediatas.

De acordo com Bruno Vefago, diretor comercial da Cotripar, as chuvas nos últimos dias devem impactar lavouras de milho 2ª safra, além do arroz e pecuária. Neivo Fritzen, produtor rural de Ypehu, também confirmou as perdas. “O problema é grave. São vários municípios no Sul alagados”, disse o produtor. Tanto o governo quanto produtores ainda quantificam as perdas.

Informações postadas nas redes sociais davam conta de um rompimento na Hidroeléctrica de Yacyretá com as fortes chuvas. No entanto, ao site El Territorio, a administração desmentiu o vídeo. A barragem está construída no rio Paraná entre Argentina e Paraguai.

Fonte: Notícias Agrícolas.