Jaboti na educação?
Pozé! Essa semana o tema nas redes sócias se chama “ideologia de gêneros”. Nem parece que o PNE tem outros temas e as Inflexões gramaticais ficaram focadas em modificar, palavras e expressões a diferentes categorias entre elas, a de gênero. Esse plano educacional foi elaborado em 2015 e se aprovado, perdurara até o ano de 2024.


Jaboti na educação? I
Sou totalmente contra a “ideologia de gêneros” (nojenta) que foi aplicada pelas escolas por determinação das administrações da esquerda no Brasil. A expressão “jaboti” que uso aqui, se remete a designação de uma “norma alheia” ao tema principal de um projeto de lei ou medida provisória. Isto é, foge do natural, foge do “Criador”.


Síntese correta de uma professora
Permitam-me uma manifestação a este respeito.
Sou professora agora aposentada e mãe de família. Não sou contrária ao trabalho com a diversidade, pois vivemos a diversidade dentro das nossas casas, na rua, na igreja, em todo lugar. Eu sou contrária a esse enfoque de soberania dado a uns grupos em detrimento de outros. Se formos DIVIDIR a humanidade em quadradinhos não chegaremos a lugar nenhum. DIVERSIDADE não é, nem nunca foi disciplina como português, matemática, ciências, geografia… A diversidade está no jeito de ser, sentir e se relacionar.
A palavra chave aqui é RESPEITO ÀS DIFERENÇAS, nada mais.
Não precisamos ficar dando destaque a esta ou aquela categoria de pessoas dentro da sala de aula. A educação pública já perdeu demais se ocupando de questões que não são as principais. O grande problema de discutir diversidade está no fato de que o entendimento da palavra está sendo confundido com escolha da opção da sexualidade e aqui eu abro uns parênteses (de fato, essa confusão está muito presente e sendo o foco em algumas salas de aula) devido ao despreparo de alguns educadores.
A escola, como no exemplo citado, não está para ensinar a beijar na boca, ensinar como se transa e muito menos ensinar que homem pode ser mulher e vice-versa. É fácil compreender o papel da escola e tratar com naturalidade todas as categorias de pessoas. Há muito conteúdo para ser trabalhado e aqui eu incluiria a diversidade, não como disciplina, mas como um dos conteúdos, escolhendo a metodologia correta, sem tanto alvoroço. Esta é minha opinião. Marisa Cardoso-professora. (redes sociais)

R$ 1 milhão para a economia de Toledo

Será assinado nessa sexta-feira, um termo aditivo de aporte de R$ 1 milhão de reais de recursos próprios do municipio para serem injetados na encomonia de Toledo atraves da Garantioeste. O evento ocorrerá no auditório Acary de Oliveia na Prefeitura de Toledo.

100 milhões de doses
Notícia não tão boa para os que torcem contra o próprio país e que continuam fazendo palanque com as lamentáveis perdas nessa guerra contra o vírus: nos próximos dias chegaremos à marca de 100 MILHÕES de doses de vacina contra a covid-19 distribuídas aos estados.


PIB Brasileiro cresce 1,2 %
Em paralelo, nosso PIB superou hoje as expectativas para o 1º trimestre, crescendo 1,2% e voltando ao ritmo otimista do período pré-pandemia. Resultado de um trabalho intenso que priorizou, além do combate à doença, proteger os empregos e garantir a dignidade dos brasileiros.


Lacres e tampinhas
A família Rotaria anunciou essa semana a aquisição de 9 cadeiras de rodas, 8 cadeiras para banho, 5 andadores, 2 pares de muletas, além de inúmeras peças para restaurações. Isso se deu devido ao recolhimento das tampinhas e lacres nos últimos 70 dias.


Dia “C”
No alvo! As cooperativas de Toledo irão comemorar o dia Internacional do Cooperativismo no próximo dia 03 de julho de uma forma ambientalmente correta: Recolhendo resíduos eletroeletrônicos e levando nos seguintes pontos da cidade: Supermercados Primato no Jd. Panorama; Lago Municipal; Recitol no Jd Coopagro e na praça do Jd. Coopagro ao lado do Sicredi, além de ajudar o meio ambiente também ganharão uma sacola ecológica.


Dia “C”
A coluna Gente & Poder receberá no próximo sábado, Anderson Sabadin, diretor executivo da Cooperativa Primato falará sobre o dia “C” que estará focado no recolhimento de eletroeletrônicos e o Secretário de Meio Ambiente, Maicon Stuani que vai apresentar as ações da sua secretaria.

Cercear novas lideranças
Muitas lideranças foram apagadas por anos, e não permitiram que novas surgissem. Muitos têm posicionamento e trazem consigo o espírito de liderança, porem lhes faltam coragem para enfrentarem as forças já constituídas e se amedrontam com a exposição. Portanto quando uma pessoa, homem ou mulher se colocar a disposição na política, não critiquem e não os diminuam, simplesmente analisem se a pessoa pode vir a ser uma boa representatividade para o povo. Beto Ignácio-cidadão Toledano