Foto: Ricardo Morante

Em confronto válido pela terceira rodada do Campeonato Estadual Adulto de Vôlei Feminino, neste sábado, 17, no ginásio Hugo Zeni, em Toledo, as donas da casa da Avotol/Prati Donaduzzi/Toledo foram superadas pelo Amavôlei, de Maringá em 3 sets a 1. O torneio, que é oficial da Federação Paranaense de Voleibol (FPV), também rendeu homenagem de um minuto de silêncio pela morte da ex-ginasta da casa Ana Paula Scheffer, ocorrida na sexta-feira, 16.

Em quadra, a equipe mais uma vez demonstrou um bom comportamento, mas sucumbiu diante da forte equipe maringaense que faz uma campanha irretocável no torneio e com 100% de aproveitamento é apontada como favorita ao título. Nos primeiros dois sets, a equipe fez e 11 e 13 pontos e depois reagiu para vencer o terceiro com 25/23, mas voltou a perder no quarto set com 12/25 para determinar o placar em 1/3.

Para o técnico Marcos Assunção, gradativamente a equipe tem apresentado crescimento e ainda que esteja disputando o torneio com o objetivo de promover o retorno da equipe ao Estadual, o que tem demonstrado é satisfatório se observar o tempo que preparação que foi apenas de duas semanas.

“Desde a estreia fora de casa contra Maringá até o confronto de hoje podemos dizer que o grupo teve ótima evolução e mesmo jogando com equipes superiores se comportou em pé de igualdade, obrigando as adversárias a darem seu melhor para garantir as vitórias”, disse o treinador.

Foto: Ricardo Morante

Com revés deste sábado, o segundo contra Maringá, que lidera o grupo B com 12 pontos, a equipe toledana vai para a quadra na próxima terça-feira, 20, em Marechal Cândido Rondon, precisando de uma vitória por 3 sets a 0 ou 3 set a 1 contra as donas da casa para garantir uma vaga na semifinal diante do primeiro colocado do grupo A. Caso vence por 3 sets a 2, mesmo placar que foi superado no meio da semana pelas rondonenses, a classificação será definida nos critérios de desempate.

“Nesta semana já tivemos uma demonstração prática de como é um encontro contra Marechal Cândido Rondon. Ainda que elas possuam o favoritismo por jogar em casa e estão treinando a mais tempo para disputar uma competição nacional, vamos tentar essa vaga que no meu entender ainda está aberta”, acredita o treinador.

O Projeto Mais Vôlei Toledo é beneficiário da Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte do Governo Federal. Seu desenvolvimento também conta com apoio da Prati Donaduzzi, Associação de Voleibol de Toledo (Avotol), Secretaria de Esportes e Lazer e Prefeitura de Toledo.

Fonte: Silmar Ramos

Foto: Ricardo Morante