Engrandecedor

Cada vereador dispõe de até 2 minutos para justificar o seu voto a cada projeto votado. Na segunda sessão desse novo colegiado de legisladores, já deu para sentir quais deles compenetraram-se no projeto em pauta, detalharam minunciosamente e até números citaram com grandeza de estudos.

Engrandecedor I

Dos edis estreantes, destaco primeiro o vereador Marcelo Marques que mostrou sua capacidade de entendimento e de estudos feitos ao citar os erros da Lei e até as estimativas de valores que não serão recolhidos aos cofres do município com essa decisão do TJPR em julgar o § 4° do artigo 15 da Lei Municipal n° 1.931/2006 como inconstitucional. 

Engrandecedor II

Quem também deixou sinal de sapiência foi o professor e pastor Oseias ao citar que com a falta da “planta de valores”, não se pode colocar a culpa apenas no Executivo, pois também cabe ao colegiado. “Hoje, estamos sendo obrigados a corrigir erros do passado e que devemos nos aprofundar em muito na nova proposta que virá do executivo, pois as Leis são convencionadas por ‘homens’ e, homens são falhos e daqui a 10 anos, o que aprovamos hoje poderá ser inaplicável lá na frente”, disse Oseias.

Pontos facultativos de 2021 em Toledo

O Decreto nº 11/21 publicado nesse dia 14 de janeiro, decreta ponto facultativo nas repartições públicas municipais nas seguintes datas:

I – 15 e 16 de fevereiro;

II – 28 de outubro;

III – 24 e 31 de dezembro.

Parágrafo único – Nas datas referidas nos incisos do caput deste artigo funcionarão somente os serviços públicos de caráter essencial, conforme escala preestabelecida, e outros previamente autorizados pela administração municipal, verificada a necessidade.

Algaci Túlio

Tive a satisfação de ter construído uma amizade com esse profissional “equilibrado” da imprensa do Paraná, chamado de Algaci Túlio. Na década de 80, ele atuava na Rádio Clube Paranaense como narrador esportivo, período esse em que o futebol e a imprensa eram as maiores sensações.

Alteração nas Leis que criaram os Colégios Cívico-Militares

Com 42 votos favoráveis, os deputados estaduais aprovaram em primeiro turno, na sessão plenária desta quarta-feira, 13, na Assembleia Legislativa do Paraná, o projeto de lei 1/2021 do Poder Executivo, que promove alterações no programa de Colégios Cívico-Militares, modificando as leis 20.338, de 06 de outubro de 2020, e 19.130, de 25 de setembro de 2017.

Alteração nas Leis que criaram os Colégios Cívico-Militares I

A análise da proposta ocorre mediante uma convocação de Sessão Legislativa Extraordinária, que interrompeu o recesso legislativo. A retomada das atividades acontece de acordo com o Sistema de Deliberação Misto, aprovado no fim do ano passado, em que até 27 deputados podem participar da sessão no plenário da Assembleia e os demais através do sistema remoto.

Alteração nas Leis que criaram os Colégios Cívico-Militares II

O líder do Governo, deputado Hussein Bakri (PSD), defendeu o projeto e citou que o programa vai abranger menos de 10% dos colégios do Estado e que quase 2 mil colégios continuarão com o sistema convencional de administração e ensino. “É um projeto importante com o apoio da população que enxerga nesse modelo uma opção a mais para os pais. Mas é preciso deixar claro que é uma opção.”

Alteração nas Leis que criaram os Colégios Cívico-Militares III

“O Paraná tem aproximadamente 2.200 escolas e estamos falando de apenas 200 escolas. Não existe militarização de escola, é um modelo misto”, disse. “Está claro que a mudança que colocamos aqui, ela visa estruturar algumas questões que foram detectadas durante o andar da carruagem, como a contratação dos policiais da Reserva Remunerada”, completou.

Indústria cresce pelo 7º mês consecutivo

A produção industrial paranaense cresceu 1,2% em novembro, sétimo resultado positivo consecutivo e nono mês com aumento na atividade em 2020. O índice é da comparação com os meses imediatamente anteriores e está na pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada nesta quinta-feira (14).

Indústria cresce pelo 7º mês consecutivo I

O resultado mostra que o Paraná superou o patamar pré-coronavírus em 5,9%, no comparativo entre o índice de base fixa de fevereiro e de novembro, e está entre as melhores retomadas do País.

Indústria cresce pelo 7º mês consecutivo II

Também houve aumento expressivo no volume de produção em relação a novembro do ano passado, de 14%, maior resultado do Brasil nesse recorte. Esse salto ajudou a recuperar parte das perdas ainda acumuladas em 2020: -4,3% no ano e -3,8% nos últimos doze meses, números melhores do que a média nacional.

Indústria cresce pelo 7º mês consecutivo III

A produção industrial cresceu no Paraná em janeiro (1,8%), fevereiro (1,7%), maio (21,2%), junho (4,9%), julho (2,8%), agosto (3,1%), setembro (9,2%), outubro (3,5%) e novembro (1,2%). Março e abril, meses subsequentes à chegada da Covid-19, registraram perdas. Apenas Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais e Ceará acompanham o Paraná com nove meses de crescimento em 2020.

Veja matéria completa nesse link: