Crédito foto: AEN

O número de aeroportos com operações regulares passou de seis, em 2018, para 20 em janeiro deste ano. É o maior programa de aviação regional do País.

Programando uma viagem, mas com um roteiro alternativo? Uma boa pedida é procurar destinos fora da rota turística clássica no Paraná. E essa alternativa passa pelas conexões aéreas implementadas com o Voe Paraná, que conecta Curitiba a cidades do Interior, no maior programa de aviação regional do País.

Os municípios de Cianorte, Telêmaco Borba, Arapongas, Campo Mourão, Apucarana, Guaíra, Francisco Beltrão, Cornélio Procópio, União da Vitória e Umuarama recebem voos vindos da Capital e contam com uma série de atrativos turísticos alternativos. As operações são realizadas de três a quatro vezes por semana, feitas com o Cessna Gran Caravan, modelo utilizado pela Azul Conecta, com capacidade para nove clientes.

Além disso, há voos regulares da Capital para Toledo, Guarapuava, Pato Branco, Ponta Grossa, Londrina, Maringá e Foz do Iguaçu. O Voe Paraná mudou o cenário aeroportuário do Estado. O número de aeroportos com operações regulares passou de seis, em 2018, para 20 em janeiro deste ano. O Paraná também recebe voos de várias capitais brasileiros e da Argentina.

A concretização destas operações se deve a uma política de estímulo do Governo do Estado a esses voos e de investimentos para as prefeituras modernizarem os aeroportos locais. “É o maior programa de aviação regional do País, conectando cidades de médio porte a qualquer canto do mundo. As companhias são parcerias dessa ideia e um feriado prolongado é uma boa chance de conhecer lugares novos de uma maneira simplificada”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Confira alguns atrativos turísticos perto das cidades do Voe Paraná:

CENTRO-OESTE – Um dos destinos do Voe Paraná é Campo Mourão, no Centro-Oeste do Estado, com chegada e saída às terças, quintas e sábados. Para quem tem a oportunidade de estender o passeio, a dica é as Termas de Jurema, localizado em Iretama, a cerca de 55 quilômetros da cidade.

O município conta ainda com vários atrativos voltados ao turismo de águas, como o Parque do Lago, ideal para a prática de esportes, caminhadas pela mata, passeios de pedalinho ou caiaque no lago. Mais um local ideal também para o turismo aquático, pesca e passeios é a Represa Mourão.

NOROESTE – Há também voos para Paranavaí, no Noroeste, às terças e quintas. A cerca de 100 quilômetros da cidade está um dos atrativos turísticos mais visitados do Paraná: a cidade de Porto Rico, que conta com aproximadamente 28 quilômetros de margem do Rio Paraná, o segundo maior da América do Sul. Famosa pelas praias de água doce, com destaque para a de Santa Rosa, a do Porto de São José e a Ilha Mineira, a área é ideal para a prática de esportes aquáticos e passeios de barco.

A Azul ainda tem voos para cidades como Umuarama, às terças, quintas e sábados, onde há parques com espaços para lazer em meio a natureza e cachoeiras para quem gosta de fazer trilhas, além de uma réplica da Torre Eiffel, muito visitada.

Outro destino na região é Cianorte, com voos às segundas, quartas e sextas. A cidade tem uma das maiores florestas urbanas do país, com 523 hectares, e oferece espaços para trilhas e caminhadas, além de cachoeiras e rios na área rural. Entre os destaques está a Trilha das Perobas, com mais de 30 exemplares da espécie, sendo algumas delas centenárias.

OESTE – Outro destino é Guaíra, com voos às segundas, quartas e sextas. A cidade é propícia para a pesca e a prática de esportes aquáticos, como wakeboard, caiaque e remo. Além disso, há também o Parque Nacional de Ilha Grande, uma das maiores áreas de preservação ambiental do Paraná, unindo em seu ecossistema o cerrado e o pantanal. Aberto todos os dias para visitação, o turista pode navegar e nadar nas margens do Rio Paraná.

O Oeste também tem o Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, que dispensa apresentações: é uma das sete maravilhas da natureza.

CAMPOS GERAIS e VALE DO IVAÍ – Nos Campos Gerais, o destino é Telêmaco Borba, com voos às segundas, quartas e sextas. O destaque na cidade é o bonde aéreo sobre o Rio Tibagi, com um vão livre de 1.318 metros e 76 metros de altura. Outro destino é Apucarana, no Vale do Ivaí, com voos às terças e quintas. A dica na cidade é visitar a vinícola com vista privilegiada para as montanhas. Ponta Grossa, com Vila Velha, e Maringá, a cidade canção, são outras atrações próximas a essas cidades.

NORTE – Na região Norte, o destino é Arapongas, com voos às segundas, quartas e sextas, onde o foco é o turismo religioso, que envolve visitação em igrejas e rotas de peregrinação. A cidade também conta com feiras gastronômicas. Outra cidade da região com voos disponíveis é Cornélio Procópio, às terças e quintas.

SUDOESTE – No Sudoeste, estão disponíveis voos para Francisco Beltrão e Pato Branco, com roteiros que permitem o contato com a natureza, degustação de vinhos.

SUL – Outra cidade que conta com opções de turismo religioso é União da Vitória, onde está localizada a segunda maior estátua do Sagrado Coração de Jesus do Brasil, além de oferecer passeios para quem quer mergulhar na história local. O destino tem voos às terças e quintas. O local ainda é forte pelo turismo ferroviário: é possível passear de maria-fumaça e visitar uma estação ferroviária que conta um pouco da história da Guerra do Contestado. 

Conheça outros atrativos turísticos do Estado:

CATARATAS – Foz do Iguaçu, no extremo Oeste do Estado, é um dos destinos turísticos mais importantes do Brasil e o mais visitado por estrangeiros do Paraná. O principal cartão postal da cidade é as Cataratas do Iguaçu, um complexo de 275 quedas que se estendem por quase cinco quilômetros do Rio Iguaçu. A cidade também abriga a Hidrelétrica de Itaipu, a maior do mundo em geração de energia, o Parque das Aves, o Marco das 3 Fronteiras e outros atrativos.

VILA VELHA – Para quem deseja aproveitar o contato com a natureza no feriado prolongado de Corpus Christi, o Parque Vila Velha, localizado a apenas 90 km de Curitiba, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, é uma ótima opção. O local funcionará em horário normal para atender aos visitantes durante os quatro dias de feriado com atrações como o circuito de Arvorismo, a descida na Tirolesa, o passeio de cicloturismo, além de todas as belezas naturais.

GUARTELÁ – O Cânion Guartelá fica nos Campos Gerais, entre os municípios de Castro e Tibagi. Entre seus principais atrativos estão o Cânion do Rio Iapó, a Cachoeira da Ponte de Pedra e os Panelões do Sumidouro, além de trilhas em meio a natureza.

SALTO SÃO JOÃO – Prudentópolis, na região Centro-Sul, tem uma das quedas d’água mais visitadas do Sul do país: o Salto São João tem 86 metros e conta com dois mirantes, um deles com trilha aberta e sinalizada, com vista para a cabeceira do Salto.

RIBEIRÃO CLARO – A região de Ribeirão Claro, localizada no Norte Pioneiro, é marcada pela produção de café de qualidade. Além disso, há atrativos turísticos como a Represa de Chavantes, balneários, cachoeiras e morros. Angra Doce, um dos principais destinos do Estado, fica na região.

CURITIBA – Curitiba, a Capital, tem diversos atrativos turísticos, que passam por museus, parques, centros comerciais, bares e restaurantes.

LONDRINA – Localizada no Norte, Londrina é uma das cidades paranaenses categorizadas como um dos principais destinos do Estado pelo Ministério do Turismo. É muito conhecida por seus atrativos, como os parques Arthur Thomas e Jardim Botânico, o Lago Igapó e a Mata dos Godoy, além de monumentos como o Museu de Arte, o Museu Histórico de Londrina e a Catedral Metropolitana.

MARINGÁ – A cidade canção é uma das poucas do Brasil que consegue conciliar crescimento populacional e preservação ambiental. Um dos destaques é a arborização, além de parques e bosques ricos em flora e fauna. Além disso, Maringá tem folclore e centros culturais de diversos povos, que mantêm vivas suas tradições. Entre os atrativos turísticos, os mais visitados são a Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória, o Parque do Ingá e o Parque do Japão. Fonte: AEN