A Cozinha Social do Município está cadastrando os produtores interessados em vender seus alimentos para a Prefeitura de Toledo por meio de Compra Direta. O modelo de licitação requer chamamento público e atualização de informações e documentos por parte dos produtores.

O prazo para a entrega dos documentos na sede da Cozinha Social encerra no próximo dia 22 de maio. É necessário levar cópia dos documentos pessoais (CPF e RG) e estar com a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) atualizada. No ato do credenciamento os produtores deverão informar quais os produtos terão à disposição para fornecimento. Aqueles que fornecerão hortaliças deverão apresentar também a Licença Sanitária.

“Os produtos informados pelos agricultores deverão obrigatoriamente ser produzidos em suas propriedades. É importante que não percam o prazo de credenciamento, pois o próximo chamamento acontecerá somente em 2020”, frisou a Engenheira Agrônoma da Secretaria de Administração, Karine Zachow.

O Programa Municipal e o Programa Federal de Aquisição de Alimentos estão com dois editais abertos (5 e 6/2019) e são destinados para o fornecimento de produtos agropecuários (hortaliças, carnes, massas, panificados, entre outros) produzidos por agricultores familiares, que se enquadram no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF). A vigência dos contratos são de junho de 2019 a maio de 2020.

Segundo Karine, o programa agrega vantagens para o município, pois consegue fazer a compra de produtos de qualidade. Esses alimentos serão servidos nos restaurantes populares e também serão destinados a entidades socioassistenciais. Para os agricultores familiares, a vantagem é de poder programar com maior eficiência a sua produção, além da garantia do recebimento dos itens fornecidos.

Karine lembra ainda que cada produtor poderá vender no máximo R$ 6.500,00 por Programa em cada ano. Para obter mais informações sobre o processo os interessados pode ligar para o telefone (45) 3379-1520 ou 99147-2742 com José ou Karine.