Numa reunião na noite desta terça-feira, com o presidente estadual do Republicanos, secretário de Estado do Planejamento e Projetos Estruturantes, Valdemar Jorge, o partido em Toledo recebeu sinal verde para lançamento de candidatura própria, tendo o empresário Jose Roberto Ignácio, o Beto Ignácio, como pré-candidato a prefeito. “Estamos diante de uma possibilidade do nosso partido ter candidatos a prefeito e a vice com reais chances de vitória em Toledo, Cascavel e Palotina”, destacou o presidente ao manifestar o apoio do diretório estadual nestes municípios para a chapas majoritárias. A reunião ocorreu na sede dos Republicanos de Cascavel, presidente pelo empresário Renato Silva. 

Aos Republicanos de Toledo, o presidente recomendou a agregação de partidos em torno da proposta ou lançamento da chapa pura para o pleito municipal caso não ocorra uma composição. Com a manifestação do presidente estadual, o Republicanos de Toledo segue ouvindo ainda que informalmente lideranças e a sociedade na construção de uma proposta de governo voltada às necessidades da população. “Sentimos que a sociedade toledana anseia por mudanças na política local, pelo novo, pela política sem vícios, que decida as questões importantes para a cidade de forma ampla, debatida, não podemos continuar com essa indefinição política tratada por dois ou três, está na hora de quem tem amor pela cidade mostrar a cara, Toledo merece isso”, destaca o empresário Beto Ignácio assumindo sua condição de pré-candidato a prefeito. 
O partido liderado por Beto Ignácio em Toledo conta com chapa completa de pré-candidatos a vereadores que se manteve unida desde a formação apesar da corrida dos partidos na formação das suas bases eleitorais nos últimos dias de filiação, todos atraídos pela nova forma de fazer política, baseada na confiança e na transparência. 

QUEM É BETO IGNÁCIO 

Empresário do ramo de bombas de água e pistolas de pinturas (Casa da Pistola e das Bombas), José Roberto Ignácio, o Beto Ignácio, aos 51 anos, sente que chegou a hora de dar a sua contribuição à política partidária. Menino pobre, que teve sua formação moral e ética fundada nos valores da família e ais tarde como Guarda Miriam da Ação Social São Vicente de Paulo, Beto Ignácio enfrentou o desafio de viver nos Estados Unidos de 1997 a 2007, cuja experiência de vida contribuiu para sua visão politica. Quando teve de retornar ao Brasil em razão do trágico falecimento da esposa, passou a atuar no comércio e desde então mantém intensa vida social. 
Beto Ignácio  indigna-se com a forma de condução da política nacional e local, que deixa de priorizar os cidadão mais frágeis, que deixa de priorizar os cidadão mais frágeis, os pequenos empresários e agricultores, entre outras categorias, as quais passam a ter prioridade numa eventual gestão.