A Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) promove o 1º Seminário Mulheres em Foco. Serão cinco módulos de 20 horas de formação, com certificado emitido pela SPM, voltado para os servidores públicos municipais, estaduais e federais e integrantes de instituições, organizações e entidades atuantes na defesa dos direitos das mulheres. As inscrições já estão disponíveis e o primeiro encontro acontece na quinta-feira (22) com o tema ‘Rede de Atendimento em Toledo’. Além disso, o ‘Quero Viver’ vai promover apresentações culturais a partir das 19h. Os dois eventos ocorrem no Teatro Municipal de Toledo. 

Além deste tema, também serão trabalhados os assuntos: Direitos (06/08), Interseccionalidade e Desigualdade – Ciclos da Violência (27/08), Atendimento à Mulher Imigrante (15/09) e Abordagem e Metodologias para Atendimento de Mulheres em Situação de Violência (27/09). Os encontros acontecem sempre no Teatro Municipal, das 13h30 às 17h30.

De acordo com a secretária da SPM, Jennifer Teixeira, o Seminário tem como principal objetivo capacitar a rede de atendimento às mulheres no município de Toledo. “Sabemos que mais da metade da população de Toledo é composta por mulheres, e uma vida digna, sem violência, é o principal para que haja o mínimo de igualdade”, disse reforçando que a atividade é uma das ações que marca o Dia Estadual de Combate ao Feminicídio, alusivo à morte da jovem Tatiane Spitzner.

Quero Viver

Além do seminário, que acontece durante à tarde, a programação do 22 de Julho prevê ainda, a partir das 19h,  as apresentações culturais organizadas em parceria com a Secretaria da Cultura. Serão quatro momentos: Poema Embaixada Solidária – Mulheres do Mundo, pré-lançamento da Canção Parles D’Amour – Ricardo Denchuski e Irmãos Nicolas, Apresentação Musical – Coro Feminino Clareana e a coreografia ‘Quando o Amor Acaba e a Violência Assume’ – Escola Baillare.

“É uma forma de celebrar a vida das mulheres, todas aquelas que vieram antes de nós e lutaram para que tenhamos uma vida digna, sem violência. Também é uma forma de refletir, através da arte, sobre a sociedade que nos mata todos os dias. De lembrar que queremos viver, queremos nossos direitos, queremos poder andar livremente sem medo de sofrer violências, queremos estar vivas. Dia do combate ao feminicídio vem para nos lembrar de, diariamente, lutar por uma sociedade mais justa e igualitária para nós, mulheres”, comentou a secretária Jennifer Teixeira agradecendo o apoio da Secretaria da Cultura na promoção.

“A equipe da Cultura, acreditou na ideia e contatou os artistas, organizando uma programação para atender este momento de conscientização tão importante”, comentou. 

Dia Estadual de Combate ao Feminicídio

Na madrugada de 22 de julho de 2018 a advogada Tatiane Spitzner foi encontrada sem vida no apartamento onde morava, em Guarapuava, após cair do 4º andar. Momentos antes, câmeras de segurança do edifício registraram ela sendo agredida pelo marido. Em homenagem à Tatiane – e demais paranaenses vítimas de feminicídio – que a Assembleia Legislativa instituiu, em 2019, o Dia Estadual de Combate ao Feminicídio.

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação