O prefeito Lucio de Marchi autorizou na segunda-feira (29) o pagamento das progressões de carreira do servidor municipal  referente aos anos de 2018 e o primeiro semestre de 2019. A Secretaria Municipal da Fazenda realizou o cronograma de pagamentos. Ao todo, 600 servidores receberão os pagamentos de qualificação e titulação no valor total de R$ 132.030,04 ao mês. 

Inicialmente estava previsto para fazer um estudo para liquidação das progressões em outubro de 2019, mas a pedido do Prefeito Lucio a Secretaria da Fazenda antecipou a análise e definiu os pagamentos a partir do mês de agosto. Para os protocolos de qualificação realizados no primeiro semestre de 2018, 171 servidores receberão o pagamento no total de R$ 32.990,52. No mês de setembro os protocolos do segundo semestre de 2018, serão para 217 servidores no valor de R$ 49.795,18.

Os protocolos de titulação de 2018 serão pagos em outubro, para 139 servidores no valor de R$ 33.030,99. Os protocolos do primeiro semestre de 2019  serão pagos em novembro para 73 servidores no total de R$ 16.213,35. A partir de novembro a folha de pagamento dos servidores passará por um aumento total de R$ 132.030,04 ao mês. 

De acordo com o secretário da Fazenda Balnei Rotta, em acordo com o Prefeito, o cronograma de pagamento foi possível após a análise de crescimento de receita que o município está tendo em relação ao ano anterior. “O Prefeito solicitou um estudo de impacto financeiro em cima da folha de pagamento em relação ao limite prudencial do município. A partir disso, chegou-se a conclusão que se continuar o crescimento que está ocorrendo em relação ao ano passado os pagamentos poderão ser efetuados sem nenhum prejuízo”.  

O pagamento das progressões coloca em dia o passivo das contas em atraso relacionadas aos servidores do município, assim como o escalonamento de pagamento das pecúnias realizados desde maio de 2019.

O prefeito reforça ainda que a atual administração tem honrado os compromissos com servidores. Foram concedidos a implantação do piso mínimo para quadro geral, implantação do piso para agentes de endemias, gratificação de responsabilidade técnica, pagamento do vale alimentação, reajuste salarial de 3,57% e o pagamento das pecúnias atrasadas desde 2015.

Fonte: Secom/Pref. de Toledo