Foto: Reprodução/Internet

O bom ritmo das exportações brasileiras e o aumento da demanda interna têm impulsionado os preços da carne suína em diversas regiões do país em abril, disse o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) na última sexta-feira (23).

O consumo de carne suína no Brasil tende a aumentar com a queda nas temperaturas. O auxílio emergencial e a expectativa de flexibilização das medidas de isolamento social também favorecem as vendas de proteínas, disse o Cepea em nota.

O preço da carne suína em algumas regiões brasileiras retomou o patamar observado em janeiro. Já os preços do animal vivo voltaram aos patamares observados em novembro de 2020 em algumas praças.

O preço da carcaça suína especial no atacado da Grande São Paulo acumula alta de 42,91% no mês de abril, até o dia 23, a R$11,89 o quilo.

A recuperação dos preços ocorre após um mês de março marcado por quedas nos preços do suíno vivo e da carne, diante da demanda fraca devido às medidas de isolamento social para conter o avanço da pandemia.

Fonte: CarneTec