Armazém com soja estocada em Sorriso (MT). Foto: Paulo Whitaker/Reuters

Expectativa é de que a safra supere a marca de 2020 e atinja 260,5 milhões de toneladas

Em 2021, a safra nacional de grãos deve atingir mais um recorde. Um levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado na última quarta-feira (13), mostra que a previsão é de que a produção atinja mais de 260 milhões de toneladas, 2,5% a mais do que em 2020. 

As estimativas iniciais apontam que a produção de quase 130 milhões de toneladas de soja indicam um aumento de produção de 6,8% em relação ao que foi colhido no ano passado e de 1,5% em relação ao segundo prognóstico, divulgado em dezembro.

Já para o milho é esperada uma queda de 1,5% em relação a 2020, embora tenha havido um aumento de 1,6% frente à estimativa anterior, ainda de acordo com o levantamento. 

Para o arroz, a estimativa de 11 milhões de toneladas sugere aumento de 0,8% na produção em relação ao prognóstico anterior, mas ainda há declínio, também de 0,8%, em relação a 2020.

Segundo o IBGE, o estado de Mato Grosso lidera como maior produtor nacional de grãos, com participação de 28,7%, seguido pelo Paraná (15,9%), Rio Grande do Sul (10,3%), Goiás (10,3%), Mato Grosso do Sul (8,7%) e Minas Gerais (6,2%). 

Fonte: Brasil 61