Produção de ovos. Foto: Gilson Abreu/AEN

A passagem do segundo para o terceiro decêndio de julho mostrou o mesmo ambiente fragilizado dos últimos dias, porém, mesmo sob pressão, os preços permaneceram inalterados nos negócios realizados com ovos brancos e vermelhos.

Por ora, o preço médio diário apresenta evolução de 6,4% sobre o praticado na abertura do mês enquanto o acumulado em julho permanece como o segundo maior do ano, apontando aumento de 3,3% sobre o mês anterior e apenas 1% de redução sobre fevereiro.

Embora o mercado permaneça fragilizado pela aparente estagnação na comercialização do produto em todos os elos da cadeia de negociação, as baixas temperaturas e a diferença para o preço das carnes podem proporcionar um cenário melhor para os próximos dias. E mesmo que isso não aconteça, os avicultores precisam encontrar formas de recuperar margens porque os preços recebidos continuam bem abaixo do custo de produção.

Fonte: BBM – Bolsa Brasileira de Mercadorias