Foto: Carlos Rodrigues/Secom

As secretarias municipais de Habitação, Serviços e Obras Públicas e do Desenvolvimento Ambiental e Saneamento (SMAS) editaram a dispensa de licitação para a revitalização do Parque Linear da Sanga Panambi e arredores. O projeto está sob responsabilidade da Empresa de Desenvolvimento Urbano e Rural (Emdur), que terá o valor de R$ 105.531,31 e o prazo de 90 dias (a contar do início dos trabalhos) para executar as melhorias que foram divididas em dois lotes.

O primeiro, estimado em R$ 57.878,36, contempla recuperação asfáltica, recapeamento e galerias de águas pluviais em três ruas da Vila Industrial: Almir Gasperin (entre a rua Ledoíno José Biavatti e avenida Parigot de Souza), onde uma boca de lobo será reformada; Ledoíno José Biavatti (entre as ruas Almir Gasperin e Três de Outubro), que receberá a restauração de dois bueiros, 60 metros de galerias pluviais e recuperação de 60 metros quadrados de asfalto; e Mané Garrincha (entre as ruas Protásio Alves e Ledoíno José Biavatti), onde duas bocas de lobo serão restauradas, 50 metros de meio-fio serão implantados e 610 metros quadrados serão restaurados (460 de recape e 150 de recuperação). 

O segundo lote, no valor de R$ 47.655,95, prevê a restauração do passeio público, ciclovia (154 metros quadrados) e galeria de águas pluviais (144 metros lineares) no Parque Linear Sanga Panambi. “Essas obras são um compromisso assumido desde o começo da nossa gestão com as pessoas que frequentam este espaço público, que se encontra nesta situação há dois anos. Infelizmente não conseguimos dar início antes por razões orçamentárias, pois a Secretaria de Desenvolvimento Ambiental e Saneamento, que é quem cuida do parque, não tinha os recursos e foi necessário um remanejamento da nossa pasta autorizado pela Câmara para que este projeto pudesse ter início”, explica o secretário de Habitação, Serviços e Obras Públicas, Neuroci Antonio Frizzo.

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação