Foto: José Augusto Seide/Secom

Teve início na tarde desta quinta-feira (18) a segunda fase do Programa de Atendimento ao Produtor (PAP). Várias estradas rurais não asfaltadas do distrito de Concórdia do Oeste passaram a receber intervenções da força tarefa que realiza, desde a segunda quinzena de fevereiro, serviços que visam dar maior agilidade e segurança a quem usa estas vias.

Anteriormente, este trabalho foi realizado a partir de Cerro da Lola, onde homens e maquinários (três caminhões basculantes, um rolo compactador, três patrolas, um trator de esteira, três pá-carregadeiras e uma retroescavadeira) restauraram 82 km de estradas rurais, sendo 27 em Cerro da Lola, 20 na Linha 14 de Dezembro, 11 na Linha São Salvador, 10 no Marco 100, 10 na Linha 41 e 4 na Linha União. Em atendimento a 68 pedidos protocolados pelos proprietários desta região, 141 cargas de pedra brita, rachão e rachãozinho foram colocadas. As equipes realizaram ainda outras benfeitorias como terraplanagens para chiqueiros e estrebarias, adequações de bueiros, limpeza de terrenos, execução de valetas, melhorias nos acessos às propriedades e até enterros de animais.

O PAP integra a estratégia do governo municipal de realizar melhorias na infraestrutura do interior de maneira regionalizada. Isto é, a força-tarefa não se desloca para outro distrito ou localidade sem concluir todas as intervenções na área onde se encontra terem sido realizadas. 

Ao todo, o município foi dividido em 12 regiões e prevê-se que cada fase leve em torno de duas semanas para ser realizada. “Essa regionalização do serviço é para evitar que o nosso maquinário fique ‘passeando’ e, assim, ganhamos tempo e economizamos recursos. Todos os dias uma van vai trazer e levar de volta nossos servidores para lá e ficará responsável por buscar o almoço deles. Se o tempo ajudar, vamos conseguir executar 100% do cronograma até julho, antes da safra”, estima o secretário de Habitação, Serviços e Obras Públicas, de Planejamento e Urbanismo, e de Infraestrutura Rural, Neuroci Antonio Frizzo.

Conduzidos por servidores da Secretaria Municipal de Infraestrutura Rural, estes serviços seguirão, depois de Concórdia do Oeste, nesta ordem, para Linha Mandarina-Tapuí, Bom Princípio, Boa Vista, Linha Três Quedas, São Luiz do Oeste, Linha São João-Linha Tigre, Lajeado Grande-Linha São Paulo, Novo Sarandi, Linha Floriano-Vila Nova e Ouro Preto. Para intervenções urgentes, uma equipe à parte, com caminhão, pá-carregadeira e patrola à disposição, será deslocada ao local. 

Pontes

Além das adequações de estradas rurais não asfaltadas, o interior também está sendo beneficiado com o alargamento de 12 pontes, das quais sete terão suas estruturas de madeira substituídas por concreto. Duas destas obras já estão em execução: uma, de alargamento, sobre o Arroio Guaçu, em Lajeado Grande e outra, praticamente concluída, é a travessia, em formato de pontilhão, sobre a Sanga Vela entre Vila Ipiranga e Dez de Maio. Nos próximos dias será publicada a dispensa de licitação para alargamento e concretagem da ponte (hoje em madeira) sobre o Arroio Correntoso entre as linhas Mandarina e Acaray.

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação