*Luzia Cândido dos Santos

Quinta-feira Santa!

Esta noite é solene, é histórica, é mística!

É a noite das noites!

É a noite do Lava-pés!

É a noite do Mandamento Maior: “Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado!”

Do pedido mais terno: “Permanecei em Mim e eu permanecerei em Vós!”

É a noite da “Ceia derradeira”.

A Ceia do Encontro e da Despedida.

A Ceia do Amor Maior: “Desejei, ardentemente, comer com vocês esta última Ceia!” Lc 22,15

É também a noite da Dor Maior. A dor da traição e da solidão.

Jesus se dirigiu aos discípulos e disse: “Um entre vocês irá me trair.” Lc 22,21

Esta é a noite memorial:

A noite da reza na solidão da montanha: “Pai, se é possível, afaste de Mim este cálice, mas não faça a minha, mas a tua vontade!” Lc 22,42

É a noite da maior dor, maior angústia, maior solidão! Noite da traição e da prisão.

Noite do julgamento injusto, da prisão e da condenação.

Noite da tortura, do espancamento.

Noite da negação de Pedro. Lc 22,57-62

Noite do grande silêncio!

Noite que se repete em cada celebração da Eucaristia:

“Eu desejei, ardentemente, comer com vocês esta ceia” Lc 22,15

Mistério que se atualiza em nossos altares.

Altares das Igrejas e da vida!

Nos altares dos leitos, onde há corpos feridos, machucados e morrendo.

Nos altares onde há gente sendo torturada, injustiçada, excluída e marginalizada.

Nos altares dos corações que se doam nos mais diversos serviços de amor ao próximo, principalmente nesse tempo de muitas dores e mortes, no mundo inteiro.

Nos altares do universo, onde a criação precisa de cuidados e amor.

Bendita Quinta-feira Santa! Da história e dos nossos dias!

“Façam isso em Memória de Mim!” Lc 22

*Luzia Cândido dos Santos
Irmãzinha da Imaculada Conceição (especialização em Espiritualidade Cristã e Orientação Espiritual).