Ato da assinatura da Lei. Foto: Rodrigo Hansen/Secom

Em ato que contou com a presença de servidoras da Secretaria Municipal de Assistência Social e Proteção à Família (SMAS) e dos secretários de Administração (Moacir Neodi Vanzzo) e da Fazenda (Balnei Rotta), o prefeito Lucio de Marchi sancionou, na tarde desta terça-feira (22), em seu gabinete, a Lei Ordinária “R” nº 95/2020 (publicada na edição de hoje do Órgão Oficial [página 55]), que autoriza o município a adquirir imóvel com 750 metros quadrados no Jardim Porto Alegre. O valor total da transação é de R$ 970 mil, sendo que R$ 620 mil serão pagos em dinheiro e os R$ 350 mil mediante dação de terreno pertencente ao patrimônio da prefeitura de 725 metros quadrados no loteamento Dalmaso.

No Porto Alegre, mais exatamente na esquina das ruas Paraná e Porto União, será instalada em breve a nova sede do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas) II, órgão que atende atualmente em espaço alugado na Rua Raimundo Leonardi, 1081, no Centro. Após o processo de aquisição de mobiliário e algumas adequações no espaço, a mudança para o novo endereço será executada. “Estamos ansiosos por este momento, pois vamos trabalhar em um lugar mais amplo, onde conseguiremos exercer com ainda mais qualidade nossos serviços”, pontua a coordenadora do órgão, Clarice Ana Ruedieger.

A diretora do Departamento de Proteção Social Especial de Média e Alta Complexidade da SMAS, Isabel Cristina dos Santos Marques, agradeceu o empenho da administração municipal pela aquisição realizada. “Estamos felizes com esta aquisição, pois há alguns anos havia essa necessidade e agradecemos o empenho de todos para que ela se realizasse ainda neste ano”, salienta.

Em sua fala, o prefeito Lucio de Marchi falou desta e outras ações implantadas desde 2017 na área assistencial. “Este imóvel para o Creas II representa um grande avanço, que se soma a outros, como a reforma para garantir sede própria para o Cras [Centro de Referência de Assistência Social] III – Jardim Coopagro, dentro do território de abrangência, bem como foram realizadas a reforma no Cras V – Santa Clara e a implantação do Cras VI – Cras Volante para atendimento à população do interior do município”, recorda. “Essas realizações só foram possíveis graças ao empenho e profissionalismo das equipes de todas as secretarias, que nos ajudaram a enfrentar grandes desafios, como a impossibilidade, nos dois primeiros anos de mandato, de contratar pessoal em razão do estouro do limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal. Vencemos esta dificuldade e conseguimos acertar todas os pagamentos atrasados que tínhamos com os servidores. Concluímos o trabalho dia 31 com a consciência tranquila de que fizemos o melhor que era possível”, salienta.

O Creas

O Creas II “constitui-se numa unidade política estatal, de prestação de serviços especializados e continuados a indivíduos e famílias com seus direitos violados”, que promove a articulação de esforços, recursos e meios para enfrentar a dispersão dos serviços de média complexidade e potencializar as ações para seus usuários. Entre os objetivos principais da estrutura está o enfrentamento das diversas formas de violências sofridas por crianças e adolescentes, idosos, pessoas com deficiência e população em situação de rua.

O Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (Paefi), o Serviço Especializado em Abordagem Social, o Serviço de Proteção Social Especial para Pessoas com Deficiência, Idosos e suas Famílias e Serviço de Proteção Social a Adolescentes em Cumprimento de Medida Socioeducativa de Liberdade Assistida (LA) e de Prestação de Serviços à Comunidade (PSC) estão entre os serviços disponibilizados pelo Creas II. O órgão atende as demandas de 28 bairros (Becker, La Salle, Santa Maria, Tocantins, Industrial, Gisela, Fachini, Coopagro, Planalto, Pancera, Basso, Anápolis, Santa Clara I, Pasquali, Filadélfia, Panorama, São Francisco, Cerâmica Prata, Bressan, Parizotto,  Belo Horizonte, Croma, Santa Clara II, Jardim das Torres, Cezar Park, Vila Rural, Centro e Porto Alegre) e oito comunidades rurais (Concórdia Do Oeste, Dez de Maio, Dois Irmãos, Ipiranga, Vila Nova, Novo Sobradinho, Vila São Miguel e Novo Sarandi).

Homenagem
Por força do Decreto nº 988/2020, o Creas II terá o nome de Ivone Maria Rotta. Fruto da união entre Reinaldino Klassmann e Rosália Klassmannn, ela nasceu em 22 de julho de 1935 em Espumoso/RS, onde conheceu Domingo Rotta, com quem se casaria e teria seis filhos – um deles é Balnei, presente à sanção da lei que autoriza a compra do imóvel que sediará o Creas II.

Ela e sua família vieram para Toledo em agosto de 1964, quando se instalaram no Jardim Porto Alegre e ali construíram uma casa e um depósito para instalação de uma fábrica de bebidas situada na Avenida Parigot de Souza, em frente à Paróquia Menino-Deus, onde atuou como ministra da eucaristia, zeladora de capelinha, sócia do Apostolado da Oração e diversas atividades voluntárias. A vontade de ajudar o próximo sempre a acompanhou, mesmo durante os quatro anos em que travou uma árdua batalha contra o câncer de pulmão, doença causadora de seu falecimento, em 30 de março de 2018, aos 82 anos de idade.

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação