Jornalismo “ético”, justiça foi feita.
Esse jornalista foi acusado na Justiça de “matar” jornalisticamente um profissional de saúde pública de Toledo em “denúncia” que fiz através dessa coluna. É de minha obrigação e de todos os profissionais observar a “ética” primeiro certificando-se das veracidades das denúncias e, nesse espaço é o que sempre faço, embasar-se em documentos “oficiais” e não em fake New. Minha consciência e moral estavam tranquilas quanto a vitória da mesma forma das demais acusações que respondo e serei não vitorioso, sim, respeitado como faço com as “Leis”
Jornalismo “ético”, justiça foi feita I
Além de todas as acusações feitas contra esse profissional terem sido “infundadas” a acusadora pedia reparação e danos morais na ordem de R$ 160.000,00 (cento e sessenta mil reais). Nesse 21 de julho, depois de transitado e julgado eis uma parte da sentença, mas, que irei mostrar (publicar) mais detalhes amanhã:
………a meu ver, isso demonstra em caráter definitivo que embora o texto seja incisivo, não descurou a índole informativa que é o pressuposto do exercício responsável da atividade de imprensa.
A EDITORA GAZETA DE TOLEDO (SISTEMA DE MÍDIAS E DADOS OESTE LTDA) pautou a publicação e as opiniões do seu editor em informações verossímeis, obtidas de fonte segura, não desbordando os limites do direito de imprensa.
O julgamento foi presidido pelo (a) Desembargador Luis Sérgio Swiech, com voto, e dele participaram Desembargadora Vilma Régia Ramos De Rezende (relator) e Desembargador Domingos José Perfetto. Continua na edição de amanhã.

 

Mais R$ 500 mil estão à disposição dos micros e pequenos empresários
Mesmo em recesso, os vereadores compareceram na câmara municipal de Toledo para aprovarem em sessão extraordinária nessa semana o Projeto de Lei n° 64 onde autoriza o Executivo a alocar recursos na ordem de R$ 500 (quinhentos) mil reais ao fundo de garantia de financiamentos da Garantioeste.
Mais R$ 500 mil estão à disposição dos micros e pequenos empresários
Esses recursos podem ser usados pelos micros e pequenos empreendedores, comerciantes, pesquisadores, prestadores de serviços, capital de giro, microempresas, pequenas empresas e microempreendedores individuais. As lasses de produtores da agricultura familiar Municipal, Precisão ou de Inseminação que atuam na bacia leiteira.
Mais R$ 500 mil estão à disposição dos micros e pequenos empresários
Essa autorização aprovada pelos nobres edis, podem alavancar empréstimos de cerca de dez vezes o seu valor, dando assim, suporte a Garatioeste de aportar valões de até cinco milhões de reais, afirmou o vereador Bisognin, que segundo sua manifestação na tribuna, desde a fundação da Garantioeste vem defendendo todas as ações que contribuam com nossos produtores, disse o vereador.

assessoria imprensa camara

Imagem – Ascom – Câmara