Falta de umidade tem sido recorrente no período de implantação das lavouras

A falta de chuva no período de implantação da safra de verão, tem gerado recorrente atraso na semeadura das lavouras de milho e soja em algumas regiões do Mato Grosso do Sul. 

É o que acontece em Dourados, no Sudoeste do Estado, onde assim como na maioria das regiões produtoras o trabalho já deveria ter encerrado, no entanto pelo menos 35% da área ainda será semeada, conforme explica o engenheiro agrônomo Flavio Emilio Pizzigatti, encarregado do Departamento de Assistência técnica da Coamo em Dourados. 

Ele informa que como no ano passado houve seca durante o mês de setembro na região, o que provocou novamente atraso no plantio. Contudo, Pizzigatti tranquiliza lembrando que nos próximos 15 dias toda área de cultivo deverá estar plantada. 

Para ouvir o programa que foi ao ar hoje CLIQUE AQUI.

Fonte: Coamo