Pesquisador da Universidade de Maringá defende tecnologia que ajuda a melhorar a produtividade

A composição do solo interfere diretamente no desenvolvimento das plantações, uma vez que a quantidade de nutrientes determina o sucesso do cultivo. Por isso a Coamo busca sempre incentivar o associado a cuidar bem do seu solo, visando altas produtividades e longevidade para o sistema produtivo.

O pesquisador Marcelo Augusto Batista, da UEM (Universidade Estadual de Maringá), doutor em fertilidade e nutrição mineral de plantas, explica que a calagem continua sendo uma prática muito importante no meio agrícola e que os solos naturalmente são ácidos e precisam ser corrigidos de tempos em tempos. Conforme elas as pessoas esquecem que quem eleva o pH do solo é a calagem, e para que os fertilizantes tenham efeito garantido dependem desta correção.

Batista falou hoje ao Informativo Coamo e defendeu a tecnologia considerada barata e eficiente.

Para ouvir o programa que foi ao ar hoje CLIQUE AQUI.

Fonte: Coamo