Gaeco cumpre ordem de prisão e mandados na Câmara de Araucária, em Pinhais e Curitiba

    Câmara Municipal de Araucária. Foto: Reprodução/Internet

    O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, cumpre nesta terça-feira (29/09), quatro mandados de busca e apreensão, uma ordem de prisão preventiva contra um empresário e medidas de monitoração eletrônica e suspensão das funções do vereador de Araucária Ben Hur Custódio de Oliveira. A ação é um desdobramento da Operação Rota 66, deflagrada pelo MPPR em agosto do ano passado.

    Os mandados são cumpridos no gabinete do vereador e em sua residência, também em Araucária; na residência do empresário, em Pinhais, e na sua empresa, em Curitiba. No caso em questão, investigado pela Promotoria de Justiça de Araucária, são apurados crimes de corrupção passiva e ativa e pagamento de propina para assegurar vantagem na aprovação e implementação de projetos habitacionais na cidade, além de eventual crime de extorsão. Os mandados foram expedidos pelo Juízo da Vara Criminal de Araucária.

    A primeira etapa da Operação Rota 66, promovida no ano passado, verificou diversos ilícitos relacionados à concessão de alvarás para beneficiar uma construtora responsável por empreendimentos imobiliários em Campo Largo.

    Fonte: MPPR

    Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
    Facebook
    Twitter
    Youtube
    Instagram