Prefeito Beto Lunitti. Foto: Ricardo Morante/Secom

Fechados os primeiros dias da atual gestão, o prefeito Beto Lunitti realizou, nesta sexta-feira (15), uma avaliação das ações propostas até o momento. O enfrentamento à pandemia de coronavírus e a dengue e as políticas de meio ambiente e desenvolvimento econômico estiveram em destaque. 

Em transmissão ao vivo por meio das redes sociais, no sábado (02), foi anunciado um plano de contenção ao avanço da pandemia. Reestruturação do Centro de Operação de Emergências (COE), ampliação do atendimento exclusivo a pacientes com sintomas da COVID-19, contratação de mais profissionais de saúde – médicos e enfermeiros – e a formação da Guarda Municipal para auxiliar na fiscalização foram algumas das propostas, todas elas já em andamento. 

“Focamos na liberdade do cidadão, não podíamos mais ficar nos escondendo atrás do problema. Por isso decidimos dividir essa responsabilidade. O Poder Público não pretende realizar um novo ‘lockdown’. Mas para que consigamos controlar a transmissão é preciso o comprometimento de toda a população”, disse Lunitti reforçando que até a chegada da vacina será preciso manter os cuidados já comprovados que são o uso de máscara, álcool em gel e a assepsia. 

Em relação à Dengue, Lunitti lembrou a necessidade de mutirões de limpeza nos bairros que apresentaram maior índice de infestação, como o Jardim Independência, que chegou aos 33%. Na média geral, Toledo teve 4,5% de incidência de larvas nos aproximadamente 2 mil imóveis visitados. Beto também disse que já foram recolhidas aproximadamente 250 toneladas de lixo nos locais onde foram depositadas as caçambas do município. 

Saindo do assunto Saúde, Beto salientou as ações de desenvolvimento econômico. O destaque deste início de gestão ficou por conta do anúncio de um grande empreendimento do setor mercadista, com a geração de 200 empregos diretos, além dos indiretos, com o apoio da Agência do Trabalhador.

As obras em andamento também já foram visitadas por representantes da nova administração. “Visitamos o Hospital Regional de Toledo (HRT), pois esta estrutura é importante para os toledanos e para a região. Da mesma forma, que tomamos conhecimento sobre maquinários, frota e demais questões patrimoniais”. Outro local que passa por uma obra e precisa ser finalizada é a Cozinha Social. “Ali se concentra a produção da merenda escolar e das refeições servidas nos restaurantes populares. É extremamente necessário finalizar esta obra”, afirmou.

A exigência da aplicação das propostas elencadas no Plano de Governo foi exposta pelo gestor municipal. Segundo Lunitti, nas reuniões semanais realizadas com o secretariado é cobrada a celeridade em trabalhar a partir do que foi aprovado pela população.

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação