O secretário estadual do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas (SEDU), João Carlos Ortega, e a diretora de Operações do Serviço Social Autônomo Paranacidade, Camila Mileke Scucato, conheceram nesta semana a metodologia e os primeiros dados obtidos pela Invest Paraná, instituição do Governo do Estado, vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, no levantamento de informações que irá gerar o mapa de vocações e oportunidades dos municípios paranaenses.

O documento será usado como base na definição dos destinos para os recursos públicos a serem feitos no processo de retomada da economia. A apresentação foi feita pelo diretor da Invest Paraná, Giancarlo Rocco.

“Com o levantamento das vocações, saberemos quais são os maiores potenciais de geração de emprego e renda nos Municípios. Será um grande orientador na elaboração de Programas de atendimento para superar as dificuldades neste momento de crise”, disse João Carlos Ortega.

A SEDU e Paranacidade fazem as análises e aprovam projetos voltados para o desenvolvimento urbano, executados com recursos do Tesouro do Estado e do Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM).

De acordo com Camila, dois programas estão em elaboração para o período da retomada da economia. “Vimos os primeiros municípios que tiveram os dados compilados. Há o que se destaca na produção de determinadas frutas, o outro é forte em artesanato. Já um terceiro tem muita atividade manufatureira. O resultado da análise vai indicar, por exemplo, o que pode agregar mais: um barracão industrial, um barracão-feira ou se serão investimento em infraestrutura e, ainda, se a maior carência é de empregos ou de apoio para a comercialização”, explicou a diretora.

A reunião contou, ainda com a participação do chefe de Gabinete da SEDU, Fhelipe Cavalheiro.