Uma grande ação de conscientização movimentou o Aeroporto Afonso Pena em Curitiba, nessa sexta-feira (26). Foram promovidas ações para alertar a população sobre os verdadeiros riscos que o tráfico de pessoas apresenta. O secretário da Justiça, Família e Trabalho do Governo do Paraná, Ney Leprevost, participou da ação e reforçou os cuidados que a população deve tomar com este crime velado. “As ações são para conscientizar a população de que este crime é real e que existe,  por isso estamos promovendo neste mês diversas ações como essa no aeroporto, para que seja possível combater o tráfico humano no Paraná e no Brasil”.

Ações de impacto, com a orientação e panfletagens indicando números para denúncias, simulações de tráfico com bagagens nas esteiras, atores interpretando aliciadores, além de cartazes e flyers personalizados mostrando os verdadeiros riscos que o tráfico pode levar, chamaram a atenção das pessoas que circulavam pelo local. 

Para o superintendente do Aeroporto Internacional Afonso Pena, Antonio Pallu, o aeroporto é a principal porta de entrada para o tráfico de pessoas. “Vemos que este enfrentamento tem que ser constante, não só no mês, ou no dia, mas sempre, por isso temos que criar o costume de denunciar todas as situações possíveis”.   

Para a coordenadora do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas no Paraná da Sejuf, Silvia Cristina Xavier, o objetivo do governo é alertar cada vez mais a população. “Queremos aumentar nossa rede de parceiros para que possamos, cada vez mais, diminuir o número de tráfico de pessoas”.

A ação foi promovida pela Secretaria da Justiça, Família e Trabalho do Governo do Paraná, por meio do Departamento de Promoção e Defesa dos Direitos Fundamentais e Cidadania, em parceria das ONGs Jocum Curitiba, Ciaf, Rede um Grito Pela Vida.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná