O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, abriu nesta quinta-feira (11) a 5ª Mostra de Paranaense de Pesquisas em Saúde. O encontro acontece em Londrina e reúne cerca de 600 pesquisadores, profissionais dos serviços de saúde e estudantes de graduação e pós-gradução.

De acordo o secretário, a produção dessas pesquisas e trabalhos podem trazer inovações para o sistema de saúde do Estado. “Eventos como este são muito importantes, pois reúnem grandes discussões de saúde coletiva que devem resultar em avanços que posteriormente serão colocados em prática”.

João Campos, diretor-presidente do Instituto de Estudos em saúde Coletiva (iNESCO), que promove o evento, destacou que o objetivo é trazer melhorias para o setor. “Esperamos que nossa mostra estimule participações que contribuam para o avanço das discussões e proposições de políticas de saúde no Paraná, e que represente um espaço de troca entre aqueles que aqui vieram com suas pesquisas e relatos de experiências, trazendo inovação em saúde e valorizando a vida”.

PROJETOS – No encontro, que segue até esta sexta-feira, serão apresentados 365 projetos de pesquisa e relatos de experiências, além de sete painéis sobre saúde. Simultaneamente, acontece o 4º Prêmio Inova Saúde, que também reúne trabalhos de pesquisadores e profissionais de todo Estado.

PRESENÇAS – Na mesa da abertura estavam também a presidente da Associação Médica de Londrina e conselheira do CRM-PR, Beatriz Emi Tamura; a superintendente do Hospital Universitário, Vivian Feijó; o secretário municipal de saúde de Londrina, Felippe Machado; a presidente da Comissão Científica da 5ª Mostra e da Comissão de Julgamento do 4º Prêmio Inova Saúde, Elaine Rossi; e a representante da Unifil, professora Polyanne Mazzucato.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná