Publiquei aqui, os manifestos de várias entidades que estão repudiando o evento chamado de “3ª INTERNACIONAL COMUNISTA” previsto para dia 09 na Unioeste de Toledo. Claro que os mais “vermelhos” iriam se manifestar e, sem qualquer receio não mudo minha linha de raciocínio “racional” para o atual estado, embrutecido sim pela má fé de alguns alienadores e não professores que usam da “foice e do martelo” que simboliza o trabalho para se aproveitar dos trabalhadores e não de valorizá-los, basta ver os holerites da direção.

Em defesa da autonomia da Universidade Pública? I

Entretanto, quero que você caro leitor tenha a paciência para ler que acredito ter sido escrito pela Ester Maria Dreher Heuser, “companheira” do reitor do campus de Toledo Remi Schorn que nem teve o trabalho de escrever, apenas fez um contra o C contra o V para se posicionar. Depois, leiam também as notas de repúdios que esse jornalista recebeu do Sindicato Rural de Palotina, Sindicato Rural de Terra Roxa e ONG Organização Nacional de garantia ao direito de propriedade de Guaira.

Em defesa da autonomia da Universidade Pública? II

Entendemos que é o “embrutecimento”, a irracionalidade e má-fé que produzem ataques como o do “jornalista” Eliseu Langner de Lima no Programa Gente & Poder na Gazeta de Toledo. Não abriremos mão da defesa do patrimônio material e imaterial da Universidade. Leia matéria completa nesse link: https://www.facebook.com/remi.schorn/posts/2828631263816010

Nota de repúdio do Sindicato Patronal de Terra Roxa-PR II

Para nossa tristeza, a UNIOESTE – campus de Toledo-PR patrocina em seu campus o Encontro para comemorar os 100 anos da 3° Internacional comunista, fundada em março de 1919, por Lênin. E debater os “ataques governamentais contra a educação e as universidades públicas, bem como, capitalismo e a questão ambiental”. E a ser iniciado o Encontro com o hino da Internacional, em desrespeito ao nosso Hino Nacional. Por que lembrar os 100 anos da 3° Internacional agora em novembro, se a mesma foi fundada em março de 1919? Qual o real motivo desses organizadores?

Nota de repudio da ONGDIP – Organização Nacional de Garantia ao direito de Propriedade de Guaira PR.

Manifestamos aqui o nosso total repúdio ao “debate” sobre a “3ª. Internacional Comunista; Os ataques governamentais contra a educação e as universidades públicas; e Capitalismo e a questão ambiental”, a realizar-se no campus de Toledo da Unioeste, no próximo dia 09/11. A vocês que são os representantes e líderes de nossa população, pedimos as suas manifestações públicas a tal calamidade. É impossível ficarmos calados ou sermos omissos com relação aos nossos filhos e à nossa comunidade. Nojo que haja professores “inteligentinhos”, descolados que acreditam, pregam e propagam esta imbecilidade genocida em nossas escolas e faculdades. Mais nojo ainda por esta ignomínia se dar em uma universidade paranaense, um espaço público que deveria defender a verdade, a busca do conhecimento e a mais contundente critica a estupidez humana, a uma bestialidade como o comunismo-socialismo.

Nota de repudio do Sindicato Rural de Palotina PR

Servimo-nos da presente para apresentar aos Deputados Estaduais “NOTA DE REPÚDIO” em razão do evento a ser realizado em 09/11/2019 conforme Divulgação em Material que circula nas mídias sociais e em materiais impressos dentro do Campus da Universidade Estadual de Toledo UNIOESTE DE Toledo Pr., o qual vem patrocinando e autorizando o encontro para Comemorar os “100” anos da Terceira Internacional Comunista, funda em Marco de 1919, por Lênin. Nos últimos tempos testemunhamos perplexas manifestações nocivas de cunho “Partidário-ideológico, dentro da UNIOESTE, por parte de alguns docentes e discentes dessa instituição”. Uma cultura que, infelizmente, esta arraigando nesse âmbito acadêmico. Cultura essa que deve ser reformulada.

Dos leitores

Senhor Eliseu, boa tarde. Por favor, abram uma reclamação/denúncia a respeito das fotos que estamos lhe enviando. São lixeiras de coleta de lixo, junto à praça Willy Barth. Observem o estado de conservação das mesmas. Todas corroídas/furadas, sem fundo. O lixo no chão é resultado dessa falta de suporte inferior, totalmente corroído pela ferrugem e abandono de conservação e essa situação é de dias, corriqueira e recorrente. Resultado: lixo pelo chão, gramado, calçadas. Vergonha, descaso, falta de gestão e de gestor público