Educação lassalista rompe fronteiras

A Pandemia impôs muitas adequações ao ensino, mas também nos desafiou para diversas possibilidades, para isso, a tecnologia não pode ser um fim, mas um meio. Foi isso que o Colégio La Salle fez! Em parceria com a Google For Education conectou seus alunos e professores com lassalistas do país e do mundo. A Educação lassalista está presente em 80 países e possibilitou o rompimento de fronteiras, assim, ensinar e aprender, ganhou muitos sotaques.

A tecnologia é fundamental, mas é necessário compreender e dar sentido as suas conexões. O Colégio La Salle, além de garantir a continuidade do ensino com excelência, compreendeu que essa realidade exige que aprendamos e reaprendamos o tempo todo. Um olhar atento a cada estudante faz a diferença no desempenho cognitivo e socioemocional desses jovens.

E foi olhando para o potencial que a tecnologia oferece, que o ensino no Colégio La Salle promoveu aulas com professores das escolas da Rede de norte a sul do país, mas também, encontros com jovens de outros países, em outros idiomas. “Vivemos em um contexto, no qual o desenvolvimento tecnológico e as relações culturais, sociais, comerciais e econômicas despontam instantaneamente no cenário mundial. Nesse sentido, o contato com outras culturas e idiomas é fundamental à inserção de pessoas nesse universo, as quais estão cada vez mais conscientes de que, hoje, é essencial o domínio de línguas estrangeiras. Esse domínio garante o acesso a diferentes conhecimentos e a novos patamares sociais e culturais.  Por isso, proporcionamos aos nossos estudantes o aprendizado de idiomas e experiências, que ultrapassam os limites regionais para habilitá-los às exigências do século XXI”, considera o Diretor do Colégio La Salle Toledo, Psicólogo e Irmão André Muller.

O exercício do idioma e a troca cultural aproxima os jovens de habilidades e competências desse novo mundo. O Colégio La Salle, por meio da Pastoral da Juventude Lassalista – Pajula, desenvolve dois grandes Projetos, que sustentam estas conexões: O Trocando Ideias e o Conectando. “O Projeto já conectou nossos estudantes com jovens da Colômbia, Argentina e Panamá. Em outubro, teremos encontros com estudantes da Argentina e do Chile. Em novembro, o encontro será com os jovens de Portugal, Espanha e Estados Unidos e, em dezembro, encerramos as atividades com Moçambique. A oportunidade de diálogo em diversos idiomas e a troca cultural dão mais sentido à missão de educar”, defendeu o Irmão Taylon de Amorim Torres, coordenador da Pajula de Toledo.

Ainda na perspectiva de uma Escola além-fronteiras, o Colégio La Salle de Toledo garantiu duas, das 15 vagas brasileiras, para o Encontro Internacional da Scholas Ocurrrentes (em Latim Encontro de Escolas), criada pelo Papa Francisco, com o objetivo de promover a Cultura do Encontro, do diálogo e da escuta, independente da linguagem, crença ou cultura. O objetivo é que a voz da juventude mundial esteja no centro da reconstrução do novo normal.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Facebook
Twitter
Youtube
Instagram