Neste domingo, dia 17, o bispo da Diocese de Toledo, D. João Carlos Seneme, preside na Catedral Cristo Rei, em Toledo, a missa que insere solenemente os cristãos desta região de 19 municípios no caminho sinodal de dois anos convocado pelo Papa Francisco. Em outubro de 2023, acontecerá a 16ª Assembleia Geral Ordinária, em Roma, e até lá o Santo Padre quer ouvir os católicos sobre temas que tratam das perspectivas futuras da Igreja no mundo e o seu diálogo com a sociedade.

A celebração terá início às 19h, e durante sua homilia, D. João falará sobre esse caminho de escuta que se estenderá até abril de 2022, período considerado como a primeira fase do percurso sinodal. No período, participarão os membros do clero, religiosos e religiosas, leigos e leigas. Todas as análises, avaliações e sugestões diocesanas serão compiladas numa síntese que passará por uma apuração para compor a primeira edição do documento de trabalho da assembleia dos bispos, com base no que foi partilhado e experimentado em nível local.

Esse período é chamado de “escuta” e acontecerá em toda a Diocese de Toledo. Para tanto, um instrumento de consulta chegará às paróquias visando o diálogo entre as lideranças. “Embora o Sínodo dos Bispos se tenha realizado até agora como uma reunião de bispos com e sob a autoridade do Papa, a Igreja apercebe-se cada vez mais de que a sinodalidade é o caminho para todo o Povo de Deus. Assim, o Processo Sinodal já não é apenas uma assembleia de bispos, mas um caminho para todos os fiéis”, conforme deixa claro o Documento Preparatório do evento.

O manual que norteia as ações preparatórias explica o principal objetivo do Sínodo: “O objetivo deste Sínodo não é produzir mais documentos. Pelo contrário, destina-se a inspirar as pessoas a sonhar com a Igreja que somos chamados a ser, a fazer florescer as esperanças das pessoas, a estimular a confiança, a vendar as feridas, a tecer relações novas e mais profundas, a aprender uns com os outros, a construir pontes, a iluminar mentes, a aquecer corações e a dar força de novo às nossas mãos para a nossa missão comum”.

Fonte: Diocese de Toledo