Foto: Divulgação/Secom

Com apoio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Smel), um grupo de ciclistas de Toledo promoveu no último fim de semana (22 e 23) o Desafio Solidário. Divididas em 55 equipes, mais de 480 pessoas estiveram envolvidas na ação, que resultou na arrecadação de mais de 3.300 litros de leite que serão repassados ao Hospital Bom Jesus, quantidade suficiente para atender a demanda de 35 dias da instituição.

Este produto foi obtido graças às inscrições, com cada participante doando três litros no momento em que confirmaram sua presença no evento, e também às doações. “Dessa maneira arrecadamos cerca de 2.000 litros, tivemos também o Dr. Torao [Takada] que doou 300 litros e o Anderson Carletto, ciclista profissional que fez sozinho o desafio, repassou 1.000 litros”, detalha a diretora de Esportes na Natureza e Paradesporto da Smel, técnica desportiva Sandra Schossler.

Sem restrições sobre quantidade e nível dos membros (iniciantes, intermediários ou profissionais), trajetos (no asfalto ou na terra) ou tipo de bicicleta (speed ou mountain bike), as equipes tinham somente uma tarefa: pedalar, somados todos os componentes, 500 quilômetros durante os dois dias do evento – ao todo, mais de 275 mil quilômetros foram percorridos, o equivalente a quase sete voltas ao redor da Terra na altura da Linha do Equador. “Para uma primeira ação que envolve Smel e ciclistas, o resultado foi muito bom. A partir de agora, o ciclismo, que tem 2.500 adeptos em nosso município, vai ter mais visibilidade e certamente crescerá, não ficando mais restrito a grupos isolados. Assim, se unirão em torno de causas em comum e terão maior simpatia perante a sociedade, pois neste grupo há pessoas que trabalham e que se unem em torno de causas relevantes”, avalia.

Conscientização

Além de promoverem gestos solidários, a união entre Smel e este grupo de ciclistas também planeja atuar em outra frente: a segurança no trânsito. Em breve, será lançada uma campanha com o objetivo de conscientizar os motoristas em geral sobre os cuidados que devem ser dispensados aos condutores de bicicletas. “Estão surgindo inúmeras ideias e o próximo passo é esta campanha educativa, que engloba ações como confecção de placas em estradas e publicação de posts”, anuncia.

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação