Covid-19: Dados apresentam queda nos casos e aumento de letalidade

Foto: Ricardo Morante/Secom

Os dados da pandemia da Covid-19 apresentados na última terça-feira (06), na durante a reunião do Centro de Operações Emergenciais (COE), apresentaram diminuição no número de casos. Em contrapartida, a taxa de letalidade atingiu 1,22% e a mortalidade agora é de 157 óbitos para cada 100 mil habitantes. No mesmo encontro, foi anunciada também a mudança da matriz de risco, que agora entra em bandeira vermelha.

Segundo a apresentação, após duas semanas de estagnação – 581 e 558 casos e 16 e 18 óbitos respectivamente – o período entre os dias 28/03 e 03/04 apontou 308 contaminados com oito óbitos. De acordo com o diretor geral de Saúde de Toledo e integrante do COE, Fernando Pedrotti, a queda dos casos é fruto da diminuição da circulação das pessoas e da rigidez na fiscalização dos decretos. “Houve diminuição no atendimento de sintomáticos em todos os locais. Na rede pública e privada e também no ambulatório montado por algumas entidades em Toledo. Isso demonstra uma menor circulação viral”, explicou.

A informação é corroborada pela secretária de Saúde de Toledo,  Gabriela Kucharski, ao afirmar que apesar da queda na procura pelo atendimento, ainda existe demanda reprimida de unidades de terapia intensiva (UTI’s) na Macrorregional Oeste. “Ainda temos pessoas aguardando por tratamento intensivo”. Gabriela acrescentou que as medidas restritivas surtiram efeito, bem como o cuidado que as pessoas adotaram no uso correto da máscara, da assepsia das mãos, seja com água e sabão ou álcool em gel, e o respeito ao distanciamento.  

Bandeira Vermelha

A diminuição no número de casos resultou na mudança na matriz de risco. Desde o dia 10 de março Toledo vinha sob a bandeira roxa. Segundo o integrante do COE, Fernando Pedrotti, a alteração se deve a vários fatores e o que mais pesou foi a baixa no número de atendimento. “Infelizmente, mudamos de bandeira em uma situação de colapso nas UTI’s. Temos 100% de ocupação na 20ª Regional e pacientes aguardando por vagas”, esclareceu Pedrotti. Em Toledo, na tarde da terça-feira (06), o Pronto Atendimento Municipal Doutor Jorge Nunes (PAM/Mini Hospital) tinha sete pacientes internados, dois deles intubados e aguardando transferência para UTI.

Conscientização

Fernando Pedrotti atribuiu a diminuição de casos a maior fiscalização e a conscientização da sociedade. Um exemplo dessa mudança de pensamento aconteceu na terça-feira (06). A Vigilância em Saúde recebeu a ligação de uma mãe informando que sua filha que está em isolamento saiu de casa para “tomar uma com as amigas”. A jovem foi flagrada em uma loja de conveniência. Após a abordagem, foi feito um boletim de ocorrência e a jovem foi escoltada até sua residência por agentes da segurança pública.

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Facebook
Twitter
Youtube
Instagram