Evolução amparada pelo cooperativismo

Quando chegou ainda menino a Nova Santa Rosa, no Oeste do Paraná, no início da década de 1970 o cooperado Verner Tehlen, hoje tradicional agricultor daquela região buscava junto com a família sobrevivência e desenvolvimento. O pai, que logo veio a falecer, foi pioneiro e deixou de herança os primeiros alqueires que com passar dos anos e o alicerce de muito trabalho e boas parcerias foram multiplicados.

“Quando a Coamo chegou havia uma certa desconfiança porque havia uma outra cooperativa que não deu certo. Mas, devagarzinho ela [Coamo] foi ganhando a confiança de todos e mostrou que era uma cooperativa séria e voltada realmente para o cooperado”, diz. Seu Verner, conta que dos três irmãos (ele e mais dois), foi o único a permanecer na agricultura, o que faz até hoje ao lado do filho e braço direito Maykon, com muito orgulho. Conforme Verner Tehlen, aconteceram muitas mudanças desde a chegada da Coamo no Oeste paranaense.

Para ouvir o programa que foi ao ar hoje CLIQUE AQUI.