Evento do Fapes. Foto: Carlos Rodrigues/Secom

Os Conselhos de Administração e Fiscal do Fundo de Aposentadorias e Pensões dos Servidores Públicos Municipais (Fapes/Toledoprev) aprovaram por unanimidade, na tarde desta quarta-feira (16), em reunião ordinária realizada no Auditório Acary de Oliveira (anexo ao Paço Municipal Alcides Donin), a Política Anual de Investimentos para 2021. A anuência ocorreu após análise realizada em conjunto com o consultor de valores mobiliários da Consultoria Financeira LDB, Ronaldo de Oliveira.

O documento aprovado visa atender os processos de tomadas de decisões, gerenciamento e acompanhamento dos recursos investidos de forma a garantir a manutenção do equilíbrio financeiro e atuarial, bem como na busca pelo atingimento da meta de rentabilidade dos recursos do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS). Em 2021 esta será o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC – um dos parâmetros que mede a inflação da economia brasileira) acrescido de 5,42% ao ano. “Acompanhamos de perto as alterações e atentos às oportunidades do mercado financeiro, adequando, dentro da legalidade, a política de investimentos do fundo, diversificando a carteira, com possibilidades nos segmentos de renda fixa, renda variável e investimentos no exterior através de fundos BDR”, explica a coordenadora do Fapes/Toledoprev, Roseli Fabris.

A gestão do fundo, cujo patrimônio atual está em R$ 379 milhões, não conseguiu em 2020 atingir a meta estabelecida (INPC+5,87% a.a.). Até o mês de novembro, os investimentos do Fapes/Toledoprev tiveram ganhos de 2,93%, ficando 6,53 pontos percentuais distante dos 9,46% necessários para atingir a meta proposta (o INPC do período ficou em 3,59%). “Essa frustração se dá principalmente pelo fato da pandemia ter acometido todo o mercado financeiro, o que acabou por gerar valores negativos para a carteira do fundo nos meses de fevereiro (-0,14%), março (-3,86%), agosto (-0,63%) e setembro (-0,87)”, comenta Roseli.

Plano de Ação

Durante a reunião também foi apresentado o Plano de Ação Anual/2021 da gestão do RPPS dos servidores públicos municipais de Toledo, o qual também foi aprovado pelos conselheiros. O documento trata, entre outros aspectos, do planejamento na rotina de gestão do fundo, melhoria de cada processo, responsabilidades e prazos, monitoramento qualitativo dos resultados e detalha as ações em dez áreas: administrativa, arrecadação, atendimento, atuarial, benefícios, compensação previdenciária, financeira, investimentos, jurídica e tecnologia da informação.

Mais informações sobre a gestão do Fapes/Toledoprev podem ser obtidas pelo site do fundo. “A implantação do planejamento das ações possibilita um melhor acompanhamento dos resultados, sendo papel dos conselheiros aprovar e acompanhar os resultados pretendidos no plano”, explica a coordenadora.

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação