A terça-feira (11) foi bastante significativa para a equipe do Centro Integrado de Políticas Educacionais Professora Maria Iaschombek Doege (Cipe). Pela manhã, houve a abertura do “Espaço de Discussão TEA”, que tem como propósito discutir questões relativas à construção de um modelo educacional para escolarização dos estudantes com transtorno do espectro autista, planejar proposições didáticas que atendam às necessidades educacionais deste público, tendo em conta as condições familiares e as dificuldades decorrentes da pandemia de Covid-19.

As discussões deste espaço acontecerão semanalmente com encontro virtual via  Google Meet e estão sob responsabilidade dos profissionais que atuam no Núcleo de Atendimento Educacional Especializado para alunos com Transtorno do Espectro Autista (Naee/TEA). Membros do Núcleo de Estudos e Atendimento à Diversidade e à Inclusão (Neadi) e de profissionais convidados de outras áreas participarão da conversa, de modo a contribuir e fortalecer os estudos e discussões entre professores de atendimento educacional especializado, professores auxiliares de desenvolvimento infantil (Padis)  e profissionais do Cipe.

À tarde, a proposta do “Espaço de Discussão TEA” foi apresentada por profissionais da da Secretaria Municipal de Educação e do Cipe aos membros da Associação de Familiares e Amigos dos Autistas de Toledo. Na ocasião, houve a explanação sobre como o trabalho dos profissionais da instituição será articulado entre as escolas e centros municipais de educação infantil (Cmeis), bem como em que termos se dará a visitação às dependências do Centro.

O objetivo desse encontro foi buscar uma comunicação efetiva entre ambas as frentes de trabalho, para contribuir com o atendimento educacional especializado das crianças e acompanhamento das famílias, promovendo, assim, condições necessárias para avançarmos no processo de aprendizado das crianças com transtorno do espectro autista. “As ações desenvolvidas pelo Cipe pretendem abrir espaço para compartilhamento de conhecimentos e experiências exitosas ou não, mas que em muito colaboram, pois todas têm o seu valor enquanto processo construtivo da prática pedagógica, buscando fortalecer as ações já desenvolvidas pelas instituições de ensino do município”, salienta a coordenadora administrativa do Centro, Nadir Dias de Souza Barbosa.

Fonte: Secom/Pref. de Toledo