Beto Scain e Maicon Stuani. Foto: Divulgação

“É visível a transformação do Aterro Sanitário de Toledo, em pouco mais de três meses de trabalho do secretário de Meio Ambiente, Maicon Stuani”, menciona o vereador Beto Scain (MDB). Recentemente, o legislador realizou uma visita técnica ao aterro, para acompanhar as ações que estão sendo executadas. Durante o encontro, Scain percebeu a efetividade do trabalho, que inclui os projetos de drenagem de gás, importantíssima para a correta utilização, através de um grupo gerador, que poderá resultar em energia para o município.

Coleta seletiva em 100% de Toledo

Já o secretário da pasta, Stuani, também ressaltou o trabalho com a logística dos volumosos e reciclados, transformando esses resíduos em mais renda para a associação dos catadores. “Com a coleta seletiva em 100% do município, incluindo as comunidades do interior, tivemos um aumento de 35% do volume do reciclado. Em termos de valores, isso quer dizer que a renda dos catadores também pôde ser melhorada. Começamos com R$ 1200, aí fomos para R$ 1300 e hoje estamos com um valor mensal para cada agente coletor de R$ 1600. A nossa meta é chegar ao fim deste ano pagando R$ 2000 para cada. São cerca de 60 pessoas que dependem totalmente dessa associação, e indiretamente da boa vontade do cidadão de Toledo, separando o material de uma forma correta”, destacou.

Qualidade do resíduo

O secretário também mencionou que é necessário otimizar a qualidade do reciclado, para que ele seja melhor utilizado. “Por isso, também pretendemos começar a trabalhar com a Educação Ambiental nas escolas, quando retornarem as aulas presenciais”, disse.

Mais investimentos

Scain chama atenção para a disposição do governo municipal, em trabalhar para melhorar cada vez mais a situação do Aterro Sanitário e dos serviços de coleta, levando em conta os valores destinados pelo Plano Plurianual que são de R$ 1,8 milhão. Destes, R$ 300 mil já poderão ser usados em 2021, para melhoras no aterro.

“Percebemos desta maneira uma grande disposição por parte do governo. Início de janeiro, a população também pediu que se aumentasse o serviço de coleta seletiva que, na ocasião, atendia 52,6% da população. Agora, 100% de Toledo está sendo atendida, o que inclui o interior do município. O que precisamos também melhorar sempre, é a separação correta do lixo em casa, a adesão a coleta seletiva, que beneficia não só o meio ambiente, mas toda cadeia envolvida neste processo”, finaliza Beto Scain.

Foto: Divulgação