Foto: Ana Maio/Embrapa

O programa Balde Cheio, que busca capacitar profissionais da assistência técnica para levar tecnologias aos produtores de leite de todo o país, vai iniciar um ciclo com três lives para mostrar como funciona a metodologia e relatar experiências de sucesso de quem aderiu à iniciativa. O Balde Cheio foi criado há 22 anos na Embrapa Pecuária Sudeste (São Carlos-SP), mas atualmente atende propriedades em 19 Estados brasileiros.

A primeira live acontece nesta sexta, dia 25 de setembro, das 10h30 às 12h, com a participação do idealizador do programa, Artur Chinelato, e do líder do Balde Cheio em Rede, André Novo. A moderação será do jornalista Antônio Heberlê, que vem estudando as metodologias de interação social, intercâmbio e construção do conhecimento aplicadas no Balde Cheio. A transmissão será pelo canal da Embrapa no YouTube (www.youtube.com/embrapa).

A segunda live será voltada à realidade do programa em Rondônia e está agendada para 26 de outubro, das 11h30 às 13h (horário de Brasília). A Embrapa Rondônia fará a moderação. A terceira terá foco nas ações desenvolvidas no Espírito Santo e acontece dia 18 de novembro, das 10h30 às 12h.

De acordo com levantamento feito até 2019, já foram visitados 638 municípios e 3.678 propriedades. “Trabalhamos 46 projetos de assentamentos rurais, já foram capacitados 850 técnicos. O Balde Cheio está hoje em 19 Estados com 1.609 propriedades, 179 parcerias e 300 técnicos em treinamento. É muita gente envolvida”, explicou André.

As parcerias são fundamentais para manter essa engrenagem funcionando. Em geral, associações de produtores, prefeituras, sindicatos rurais, Sistema S e outros parceiros se unem ao programa para atender a um grupo de produtores de leite. Os técnicos capacitados ficam vinculados a esse arranjo local.

Saiba mais sobre o programa neste link.

Fonte: Agência Embrapa