Foto: Divulgação/Biopark

No dia 23 de abril, representantes da Associação Regional dos Engenheiros Agrônomos de Cascavel (AREAC) visitaram o Biopark. O grupo foi recepcionado pelo presidente do parque, Luiz Donaduzzi e pelo diretor de negócios, Paulo Victor Almeida, além da equipe comercial do Empreendimento.  

Na oportunidade foram apresentadas a infraestrutura, história, objetivos e iniciativas desenvolvidas, como o projeto da Smart Farm, além de um panorama sobre as empresas residentes no Biopark que estão ligadas ao agronegócio.   

Para o Presidente da AREAC, César Davi Veronese, foi possível perceber o quanto o empreendimento pode trazer impactos positivos ao agronegócio regional. “Fomos muito bem recebidos e ficamos muito interessados em projetos como a incubação de empresas e pesquisas, que nós, como entidade, temos muito interesse em fomentar. Não tinha ideia do projeto da Smart Farm e principalmente da quantidade de empresas ligadas ao agro já instaladas aqui”, comenta. 

César destaca ainda a presença de tecnologias direcionadas ao agro. “São novidades que podem melhorar os índices de produtividade da região, tanto em transformação de proteína, quanto produção de grãos”. A AREAC tem 52 anos e mais de 200 associados. Ao final da visita, os agrônomos receberam um queijo fino tipo camembert, produzido pela Flor da Terra, queijaria do Biopark. 

Visitas
As visitas no Biopark acontecem respeitando todas as normas sanitárias de prevenção à covid-19. Pessoas, instituições ou grupos que queiram realizá-la, podem entrar em contato pelos telefones (45) 2036-3611 ou (45) 99102-3340 (WhatsApp). 

SOBRE O BIOPARK

O Biopark é um parque tecnológico 100% privado, localizado em Toledo – Oeste do Paraná. Criado pelos empreendedores Carmen e Luiz Donaduzzi – que possuem mais de 40 anos de experiência em empreendedorismo e desenvolvimento de pessoas – tem o objetivo de transformar Toledo e Região em referência nas áreas de pesquisa, inovação e geração de negócios.

Estima-se que futuramente o Empreendimento tenha uma população de 75 mil pessoas e gere mais de 30 mil postos de trabalho. Atualmente o local possui 4 Universidades, recebe uma nova empresa a cada 72 horas e tem mais de 70 negócios gerando aproximadamente 300 empregos diretos. Além disso, os investimentos no Biopark somam mais de R$ 300 milhões, entre eles, um Centro de Distribuição de Medicamentos da Prati-Donaduzzi, que já está com as obras avançadas, e um Complexo Hospitalar do Grupo Sempre Vida.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Biopark