Nova composição do Ciscopar.

Nova direção do Ciscopar

Por aclamação foram eleitos os novos comandantes do Ciscopar de Toledo. A assembleia ocorreu de forma harmônica e pelo que se viu o novo presidente Valtinho, prefeito da cidade de Assis Chateaubriand, deverá introduzir uma nova maneira de gestão humana e de resultados.

Nova direção do Ciscopar I

A série de incompetentes que estavam nos últimos anos, fez com que os próprios trabalhadores se voltassem não contra a instituição. Sim, contra as decisões nada inteligentes que culminaram em devoluções de verbas, obras há 4 anos sem conclusão, equipamentos novos entulhados e já defasados, sem contar com a formação de grupos que facilitam os conchavos.

Nova direção do Ciscopar II

O novo presidente Valtinho agradeceu a todos os prefeitos e secretários de saúde dos 18 municípios que estavam presentes na AGO, por aclamarem seu nome. Beto Lunitti, como seu vice-presidente, afirmou que essa unidade se traduz pela chapa única e reflete o desejo da nova diretoria. “Quando os propósitos são os mesmos, tudo pode melhorar”.

Nova direção do Ciscopar III

O novo conselho fiscal é formado pelos prefeitos Rodrigo Schanoski (Maripá), Ivan Reis da Silva (Terra Roxa) e Evandro Grade (Santa Helena), como membros titulares. Os suplentes são Norberto Pinz (Nova Santa Rosa), Luiz Ernesto Giacometti (Palotina) e Luiz Carlos Beletti (Tupãssi).

Nova direção do Ciscopar IV

Ademar será o secretário executivo. O Controle Interno estará com o servidor público de Toledo Willian Woss. A diretoria jurídica ficará com o vice-prefeito de Assis Chateaubriand, Cloves Angeleli.

Veja a matéria completa em:

Pedágio para navios?

Não bastassem os assaltos dos pedágios aqui no Paraná, tema esse que será discutido em live nesse sábado, às 08h, na Gazeta de Toledo, com Rainer Zielasko, presidente do POD, e Arilson Chiorato, presidente da Frente Parlamentar sobre os Pedágios, agora querem criar o pedágio “marítimo”.

Pedágio para navios? I

A denúncia foi feita na sessão da ALEP onde os deputados Romaneli e Requião Junior informaram que o Governo Federal quer criar o “navegágio”, uma inovação no pedágio – pedágio marítimo – no Canal da Galheta, que dá acesso ao Porto de Paranaguá. Isso é uma vergonha!

R$ 44 bilhões arrecadados e R$ 9,9 bilhões não aplicados

Ninguém sabia que pagava uma taxa embutida nas tarifas dos pedágios que se chama “TIR” (TAXA INTERNA DE RETORNO). Ela foi criada par ser aplicada em obras de duplicações nunca realizadas e as arrecadações chegaram à cifras de R$ 44 bilhões, dos quais R$ 9,9 bi, nunca foram destinados para seu fim. Ou seja, as concessionárias devem ao Paraná esses R$9,9 bi.

Novas secretarias na reforma administrativa

Agora se chama Secretaria do Agronegócio, de Inovação, Turismo e Desenvolvimento Econômico. Deixam de existir: a da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e a do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, de Inovação e Turismo.

A Secretaria do Planejamento e Urbanismo vai incorporar a área de habitação da atual Secretaria de Habitação, Serviços e Obras Públicas, resultando na Secretaria do Planejamento, Habitação e Urbanismo.

Enquanto a Secretaria de Infraestrutura Rural, fará junção com a Secretaria de Habitação, Serviços e Obras Públicas, resultando na Secretaria de Infraestrutura Rural e Urbana e de Serviços Públicos.

Outra secretaria a ser extinta com a reforma é a de Comunicação Social, com a transferência de suas atribuições e cargos para o Gabinete do Prefeito. Lamentável, mais uma prova de que a imprensa de Toledo como um todo, não merece status de secretaria.