No domingo (29) será feita parada no sistema para execução de serviços elétricos, hidráulicos e de interligações para operação na nova unidade de tratamento

Um dos maiores empreendimentos do sistema de abastecimento de água de Cascavel entra na fase final. Neste domingo (29) serão executados serviços elétricos com a mudança do cabeamento para a nova unidade, serviços hidráulicos para operacionalização das novas estações elevatórias de água e de mais uma etapa de interligação da nova adutora que transporta a água do Rio São José. “Essa é uma parada necessária para que sejam interligadas as novas unidades de tratamento e bombeamento de água”, explica a gerente Rita Camana. Os sistemas de produção e distribuição de água ficarão inoperantes das 6h às 18h, podendo interromper o abastecimento em todas as regiões da cidade.

Com a entrada em operação da nova captação de água do São José, no mês passado, estão sendo concluídas agora as obras de ampliação do sistema de tratamento de água, nas margens do Rio Cascavel. A gerente destaca que os investimentos no sistema de abastecimento da cidade somam R$ 72 milhões e visam ampliar a oferta de água potável na cidade.

Esta etapa da obra envolve a reforma e ampliação da estação de tratamento de água – ETA 3, que passa a tratar 750 litros de água por segundo, com previsão de aumento de 25% na produção de água da cidade.

Nessa ampliação foram instalados filtros, floculadores, decantadores, sistemas de dosagem e controle dos produtos químicos essências para tornar a água potável. Na ampliação também estão inclusos reservatórios e elevatórias de água bruta e tratada, equipamentos elétricos, de automação e de tratamento. O sistema terá também duas lagoas para depósito do lodo resultante do tratamento da água.

INTERLIGAÇÕES – Durante a parada programada serão executadas ainda interligações de redes em alguns pontos da cidade. Uma delas será feita na Rua Rio Grande do Sul, na esquina com a Rua Souza Naves. As outras intervenções ocorrem na Rua Rio da Paz, nas esquinas com a Rua Antônio Leivas e com a entrada da Pedreira Rio Quati, e no pátio da estação de tratamento de água.

A Sanepar faz o alerta para os motoristas que passam pelos trechos em obras. Parte da pista de rolamento e parte das calçadas podem ser interditadas durante a execução das interligações.

Os trabalhos podem ser cancelados em caso de mau tempo, impossibilidade de execução com segurança, fatores externos que impeçam a realização dos serviços no prazo programado, problemas operacionais que impactem de forma crítica o sistema de abastecimento ou força maior.

ESTIAGEM – Em agosto o Paraná passou a integrar o Monitor da Seca, criado devido à estiagem severa do Nordeste do País em 2012. Dados do observatório mostram que 62% do território paranaense estão afetados pela seca. Isto acendeu o alerta amarelo, mesmo com a entrada em operação da nova captação do São José. Este manancial e os demais, Cascavel, Peroba e Saltinho, apresentam redução de mais de 40% nas suas vazões.

As temperaturas altas têm mantido também o consumo elevado.  A Sanepar aguardava a entrada em operação desse grande empreendimento para oferecer tranquilidade ao sistema de abastecimento da cidade.

Fonte: Agência Estadual de Notícias