Sábado, um morador do Município de São Pedro do Iguaçu, faleceu subitamente de enfarte pela parte da manhã.   Como o SAMU não quis atestar o óbito, o corpo tinha que ser removido ao IML de Toledo e só foram buscar às 14h para os exames de praxe. Pasmem somente as 19h30 o IML de Toledo liberou o corpo para que os familiares pudessem velar e enterrar o cidadão. Descaso?  Sim! Desrespeito? Sim!  Digamos que, nossas autoridades estão mais preocupadas com o Hospital Regional esse sim dá IBOP.

A briga pelos “defuntos” parte II

Depois da intervenção do MP no sistema (rodízio) das funerárias fundamentando que poderia ter “favores”, o povo está achando que foi uma péssima ideia. Primeiro que, antes, se obedecia a uma tabela apenas de “período” qual empresa iria atender e, os familiares eram que decidiam qual caixão e acompanhamentos o “falecido” merecia e as coisas andavam por que o atendimento não era público. Segue o baile!

Expo Rondon

Como em Toledo não acontecem nada de exposições sejam elas comercial ou agro remete-nos à “incompetência” e cansaço de nossas entidades “promotoras”. Já o ex – distrito de Toledo, grande cidade chamada Marechal Cândido Rondon realizou mais uma edição da Expo Rondon 2019 com muito sucesso. Como sempre, um show de organização e muitas empresas de Toledo participando.

Foto: GC

Expo Rondon I

Shows de Zezé de Camargo/Luciano e Luan Santana entre outros artistas de renome, os organizadores agregaram a “solidariedade”.  Para assistir esses shows bastava você levar um kilo de alimento não perecível. Mais de 40 toneladas arrecadadas que serão distribuídas as entidades filantrópicas, o ápice da festa foi o prato típico “boi no rolete” que nesse ano atingiu 45 unidades ultrapassando assim 20 toneladas de carne bovina além de exposições em geral. Como sempre, um show de organização e muitas empresas de Toledo participando.

As licitações e a síndrome do “calcanhar”

Preocupa-me em ler no Diário oficial de Toledo, tantos pregões e editais “frustrados” bem como algumas revogações. O que esta acontecendo?  Foi publicado na edição dessa segunda que o pregão para a aquisição de um “moedor” os interessados ou forma displicentes ou não souberam interpretar as descrições.  Já em outra modalidade que previa a aquisição de uniformes também teve seu cancelamento com embasamento na Súmula 473 do STF.

As licitações e a síndrome do “calcanhar” I

Sem contar que as licitações das agências de publicidade deu TCE e da empresa de varrição de APA.  No edital da agencias, já esta completando aniversário o que é inaceitável e me remete a “lambanças” e o direito de pensar que pode ser uma “síndrome” do nome TH. Teve aquele da CPI de araque do Hospital Regional e tantas outras “falácias” que nada foi para frente e, assim que o “meliante” saiu a coisas começaram a andar e agora essas?

Vereador Baierle presta contas

O vereador mais jovem de Toledo, Gabriel Baierle em entrevista a Gazeta de Toledo, fez relato sobre os primeiros seis meses do ano de 2019 e disse que, estará no páreo para reeleição a vereador ou outro cargo que o partido achar que lhe é justo. Ao todo forma 72 ações de requerimentos e indicações encaminhadas sempre a pedido da comunidade.  Também disse que os projetos de Lei que ele elaborou foram iniciativas dos eleitores.  Veja a entrevista por completo nesse link: https://www.facebook.com/GazetaToledo/videos/484360855715378/