Saturday, June 6, 2020
Isenção e Verdade


64% dos motociclistas, vítimas de acidentes de trânsito possuem entre 18 e 34 anos

A Comissão Municipal Intersetorial de Prevenção de Acidentes e Segurança no Trânsito (CMIPAST) divulgou este mês a análise comparativa entre…

Por redacao gazeta , em Cidade , no dia19 de maio de 2020, 14:14h

A Comissão Municipal Intersetorial de Prevenção de Acidentes e Segurança no Trânsito (CMIPAST) divulgou este mês a análise comparativa entre os acidentes de trânsito registrados nos anos de 2018 e 2019. Desde 2018, quando criada a Comissão, os integrantes cruzam as informações oficiais para realizar a gestão dos dados dos envolvidos em acidentes de trânsito no Município de Toledo.

“Agora já podemos estabelecer algumas tendências da violência no trânsito no Município. Os dados mostram que a faixa etária mais afetada é de 18 a 34 anos, correspondendo a aproximadamente 65% dos motociclistas vítimas de acidentes de trânsito no ano de 2018 e 64% dos motociclistas vítimas de acidentes de trânsito em de 2019”, informou a Coordenadora Adjunta da CMIPAST, Ana Paula Correa Fantin.

Melhoras

No que diz respeito aos motociclistas, a tendência está melhorando: houve uma redução de aproximadamente 31% nas vítimas fatais entre o ano de 2018 e 2019.

Em comparação, a redução das mortes de motociclistas é maior do que a redução que houve nos óbitos de maneira geral no Município de Toledo, que foi de 29,41%.

Maio Amarelo

“Ambas as estatísticas de reduções são positivas, mas essa predisposição na diminuição na gravidade dos acidentes de trânsito com motocicletas e motonetas, apesar dos índices em geral não diminuírem, é benéfica no sentido de que a população está em alerta quanto aos perigos do trânsito. Como propõe o Movimento Maio Amarelo, devemos perceber o risco e proteger vidas”, apontou Fantin.

O Maio Amarelo é um movimento internacional de conscientização para redução de acidentes de trânsito. “O trânsito deve ser seguro para todos em qualquer situação”. O objetivo é colocar em pauta, para a sociedade, o tema trânsito, além de estimular a participação da população, empresas, governos e entidades.

Origem dos dados

Os dados avaliados pela Comissão de Trânsito de Toledo são da Polícia Militar, Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros, disponibilizados pela Comissão Estadual do Programa Vida no Trânsito, e da Secretaria Municipal de Segurança e Trânsito. Após filtrados e organizados são comparados com os dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade, disponibilizados pela Secretaria Municipal de Saúde.

Estatística

Em 2019 foram registrados 1.742 acidentes de trânsito. Em comparação ao ano anterior, quando ocorreram 1726, é percebido um leve aumento nas ocorrências. No entanto, 3.099 pessoas envolveram-se em acidentes de trânsito no ano passado. Já em 2018, foram 3.231 pessoas envolvidas.

No ano passado, 1.425 acidentes envolveram vítimas, enquanto em 2018 foram 1.392. Já os acidentes sem vítimas foram 293 no ano passado e 251 em 2018. Também em 2018, em Toledo, houveram 1.717 vítimas de acidentes de trânsito, sendo 1683 com ferimentos e 34 que vieram a óbito.

Em 2019, teve um leve aumento no número de vítimas de acidentes chegando a 1.734. Destas, 1.710 com ferimentos. No ano passado Toledo fez menos vítimas fatais, foram 24 óbitos.

É sexta-feira

Uma das estatísticas levantadas pela Comissão foi em relação aos dias e horários que concentram o maior número de acidentes. Na comparação dos dois anos, a sexta-feira e o sábado são os dias da semana com maior número de acidentes de trânsito. Em 2018, foram 303 acidentes na sexta-feira e 280 no sábado. Já em 2019, foram 320 na sexta e 269 no sábado.

Já os horários onde ocorreram o maior número de acidentes coincidem com os horários de pico de entrada e saída do trabalho / escola. O intervalo das 17h às 18h59 concentrou o maior número de casos, em 2018 foram 282 e em 2019 foram 300.

O Coordenador da CMIPAST, Rafael Fonseca, menciona que as outras faixas de horário que também possuem um grande registro no número de acidentes coincide com os horários de entrada e saída da escola e trabalho, portanto é o momento em que os condutores devem ficar mais atentos. “Ao levar ou buscar o filho na escola e ir ou voltar do trabalho deve-se redobrar a atenção no trânsito para evitar entrar para as estatísticas”, comenta.

CMIPAST 

A Comissão Municipal Intersetorial de Prevenção de Acidentes e Segurança no Trânsito tem como objetivo a implementação e acompanhamento do Projeto Vida no Trânsito. Ela é composta por membros da Secretaria Municipal de Segurança e Trânsito, da Secretaria Municipal da Saúde, da Secretaria Municipal da Educação, da 6ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal no Paraná, da 3ª Companhia de Polícia Militar Rodoviária do Paraná, do 19º Batalhão de Polícia Militar do Paraná, do 2º Subgrupamento de Bombeiros do 4º Grupamento de Bombeiros do Paraná, da 20ª Regional de Saúde do Paraná, da 34ª Circunscrição Regional de Trânsito do Paraná, da Associação Beneficente de Saúde do Oeste do Paraná (HOESP), do Observatório Social de Toledo, do Conselho Municipal de Trânsito de Toledo e da 4ª Delegacia de Polícia Rodoviária Federal no Paraná.

Fonte: Secom/Pref. de Toledo

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
%d blogueiros gostam disto: