Friday, May 29, 2020
Isenção e Verdade


Covid-19: Prefeitura reforça fiscalização em bares, lanchonetes e lojas de conveniência

Em reunião convocada pelo prefeito Lucio de Marchi, realizada nesta segunda-feira (18), Polícia Militar (PM), Polícia Civil, Guarda Municipal (GM),…

Por redacao gazeta , em Cidade , no dia18 de maio de 2020, 17:30h

Clique Aqui


Em reunião convocada pelo prefeito Lucio de Marchi, realizada nesta segunda-feira (18), Polícia Militar (PM), Polícia Civil, Guarda Municipal (GM), Vigilância Sanitária (Visa), e secretarias de Saúde, Trânsito, Fazenda e assessoria jurídica se comprometeram a fiscalizar bares, lojas de conveniência e postos de combustível com rigor. Embora tenha o decreto municipal que restringe aglomeração de pessoas e que exige o distanciamento social e medidas de higiene e prevenção à Covid-19, muitas pessoas não estão respeitando e o número de denúncias subiu em comparação à semana anterior.

O secretário da Fazenda, Balnei Rotta, afirma que os fiscais vêm acompanhando a circulação das pessoas em todo o município e, conforme a necessidade, serão endurecidas as medidas restritivas. “Estamos trabalhando com orientação, fiscalização e multas. No entanto, muitos não estão atendendo ao decreto. Então, dessa forma, podemos ser mais rigorosos, ao ponto até de cassar o alvará de funcionamento”, destaca o secretário. Ele reforça que aglomeração na área interna ou externa do estabelecimento são de responsabilidade do proprietário, cabendo a este organizar o distanciamento entre as pessoas.

Sobre as filas em bancos, lotéricas e outros locais, o secretário afirmou que é preciso também colaboração da população. ”Distanciamento social, uso de máscara obrigatório, e nada de aglomeração de pessoas.  Esse não é o momento! Faz 60 dias que a nossa vida mudou, as pessoas precisam ter essas medidas de prevenção como hábito”, adverte.

Autuações por aglomeração 

No domingo (17), vários estabelecimentos foram multados por descumprir o decreto  que determinou regras para o comércio em razão da pandemia do novo coronavírus. Conforme a Polícia Militar (PM), três termos circunstanciados foram confeccionados pelo mesmo motivo. Em todos os casos, os estabelecimentos descumpriram as regras e permitiram a aglomeração de clientes.

De acordo com os dados da Secretaria da Fazenda, neste período de 60 dias, desde que Toledo iniciou o enfrentamento à Covid-19, foram 150 notificações de orientação formalizadas, mais de 100 orientações verbais e autuações – as multas são de valores que variam de R$ 790,30 a R$ 79.300,00.

Medidas

Entre as medidas fiscalizadas estão a disponibilização de álcool em gel para todos os frequentadores, controle de lotação para garantir o distanciamento de dois metros entre as pessoas e organização de filas na entrada e saída dos estabelecimentos. O isolamento social continua sendo essencial. Só saia de casa se for necessário e  use sempre a máscara, item obrigatório nestes de pandemia.

A maior preocupação das autoridades sanitárias no momento é o comportamento de alguns grupos sociais, principalmente na parte externa de alguns estabelecimentos comerciais. As empresas estão procurando atender aos Planos de Contingência estabelecidos em seus espaços, porém ainda se percebe uma dificuldade de controle no ambiente externo das lojas, principalmente entre o público mais jovem. Se tais comportamentos continuarem, é possível rever as condições até agora flexibilizadas.

Fonte: Secom/Pref. de Toledo

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
%d blogueiros gostam disto: