Thursday, July 9, 2020
Isenção e Verdade


Toledo institui Programa Municipal de Plantas Medicinais e de Fitoterápicos

O prefeito Lucio de Marchi sancionou nesta quarta-feira (13) a Lei Ordinária “R” 24/2020 que institui o Programa Municipal de…

Por redacao gazeta , em Cidade , no dia15 de maio de 2020, 18:29h

O prefeito Lucio de Marchi sancionou nesta quarta-feira (13) a Lei Ordinária “R” 24/2020 que institui o Programa Municipal de Plantas Medicinais e de Fitoterápicos de Toledo (Profitoo). A iniciativa tem o objetivo de garantir a segurança aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) no acesso a plantas medicinais e fitoterápicos, usados como alternativa ou complemento aos tratamentos de saúde tradicionais.

Estabelecidas em sete artigos do texto legal, as diretrizes do Profitoo estão centradas em cinco eixos: 1) Garantir à população o acesso seguro e o uso de plantas medicinais e fitoterápicos através do Sistema Único de Saúde (SUS); 2) Promover, periodicamente, através de programa de educação permanente, a formação técnico-científica, capacitação e atualização dos profissionais de saúde envolvidos no programa de plantas medicinais e de fitoterápicos da rede pública de saúde; 3) Divulgar e informar aos profissionais de saúde, gestores e usuários os conhecimentos sobre plantas medicinais e fitoterápicos e as ações orientativas; 4) Fortalecer o programa de plantas medicinais e de fitoterápicos nas unidades de saúde, ambulatório de feridas, Centros de Atendimentos Psicossociais (Caps) e demais setores da rede pública de saúde do município; 5) Identificar demandas e adequar a utilização de plantas medicinais e fitoterápicos distribuídos na rede pública de saúde, de acordo com o perfil epidemiológico da população.

O Profitoo ficará sob responsabilidade do Departamento de Assistência Farmacêutica, da Secretaria Municipal de Saúde, cabendo à equipe do órgão as funções de direção, coordenação técnica, e gerenciamento (incluindo aquisição) de insumos, matérias-prima, pedidos, produção e distribuição de plantas medicinais e fitoterápicos. O Art. 5º prevê ainda que, na ausência de recursos estaduais e federais, caberá ao governo municipal o custeio necessário para estas ações.

A diretora da Assistência Farmacêutica, Adriane Monteiro Santana, destaca que a criação desta lei garante a continuidade do projeto que já vem sendo executado desde 2012 com recursos da União. “Esse é um projeto do Ministério da Saúde em que Toledo foi contemplada e a instituição do Profitoo garante que toda a estrutura que montamos continue funcionando, independentemente do envio destes recursos de Brasília”, destaca.

O Profitoo

Com as ações centradas na Farmácia Pública de Manipulação, o Profitoo terá à disposição uma estrutura física e humana completa, com profissionais de saúde especialistas em plantas medicinais e fitoterápicos. Por mês, o órgão distribui 500 pacotes de chás à base de plantas medicinais adquiridos por meio de licitação e manipula cerca de 80 mil cápsulas de fórmulas fitoterápicas utilizadas no tratamento de doenças como hipertensão, diabetes, saúde mental e tratamento de feridas. Parte integrante de uma política pública de saúde integrativa e complementar, o espaço atende por mês 1.000 pacientes recebem prescrição de profissionais habilitados para isso, como médicos, enfermeiros, dentistas, nutricionistas e farmacêuticos.

Fonte: Secom/Pref. de Toledo

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
%d blogueiros gostam disto: