Monday, June 1, 2020
Isenção e Verdade


Governo divulga edital do Compra Direta de alimentos

A Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento divulgou nesta quarta-feira (22) o  Edital de Chamada Pública de Credenciamento para…

Por redacao gazeta , em Estadual , no dia22 de abril de 2020, 16:31h

Clique Aqui


A Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento divulgou nesta quarta-feira (22) o  Edital de Chamada Pública de Credenciamento para o programa Compra Direta Paraná. Por meio dele, serão adquiridos, de forma emergencial, gêneros alimentícios da agricultura familiar destinados à rede socioassistencial, restaurantes populares, cozinhas comunitárias, bancos de alimentos e hospitais filantrópicos, entre outros.

Também serão atendidos Centros de Referência em Assistência Social (Cras) e Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), que poderão disponibilizar os alimentos na forma de cestas básicas diretamente à população vulnerável.

“Tão importante quanto manter o sistema de saúde em pleno funcionamento é garantir a produção, o abastecimento e a segurança alimentar”, afirmou o secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara. “O Compra Direta é um movimento positivo, pois mantemos a economia pulsando nas pequenas propriedades rurais e damos atenção qualificada às pessoas mais vulneráveis”.

Para este programa serão destinados R$ 20 milhões, provenientes do Fundo Estadual de Combate à Pobreza. O limite é de até R$ 20 mil por agricultor ao ano. A grande variedade da produção existente na agricultura familiar será contemplada, possibilitando o fornecimento e a substituição de itens em decorrência de problemas climáticos, logísticos ou de sazonalidade.

MAIS SAÚDE – As compras governamentais de alimentos fortalecem circuitos locais e regionais, além das redes de comercialização. Também valorizam a biodiversidade e a produção orgânica, incentivam hábitos alimentares saudáveis e estimulam o cooperativismo e o associativismo.

“Como resultado, há ampliação da geração da renda e fortalecimento do desenvolvimento local e regional, e, especialmente neste momento em que vivemos a pandemia da Covid-19, ajuda a fortalecer a imunidade e a melhoria das condições de saúde”, disse a diretora do Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional (Desan), Márcia Stolarski.

“Esta nova política pública implantada em momento de emergência está associada a atitudes de valorização do bem-estar das pessoas, começando pelos cuidados com a qualidade de vida, por meio do acesso a alimentos saudáveis para a população mais vulnerável”, acrescentou a diretora.

AGILIDADE – Para que o processo seja mais ágil, a Secretaria da Agricultura e a Celepar (Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná) desenvolveram o Sistema Compra Direta Paraná. Ele possibilita a operacionalização de uma única chamada pública para aquisição de mais de 70 itens e para atendimento a todas as entidades beneficiárias.

Na mesma plataforma será possível registrar todas as etapas do processo, que inclui cadastro dos agricultores, apresentação das propostas de fornecimento por associações e cooperativas da agricultura familiar, classificação das organizações, habilitação e controle da execução de cada um dos contratos.

O Compra Direta Paraná é exclusivo para as organizações que possuem Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (DAP Jurídica) e que tenham mais de 50% dos agricultores familiares associados no Paraná. A contratação será feita por até seis meses.

PREÇO DERAL – O preço de referência para aquisição é o estabelecido pelo Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria da Agricultura, sem necessidade de disputa pelo menor valor.

Para alimentos orgânicos haverá acréscimo de até 30%. As propostas podem ser apresentadas até às 17 horas de 27 de abril e a divulgação dos fornecedores vencedores em cada um dos municípios será feita no dia 30, com um dia de prazo de recursos.

Na sequência, o projeto final de venda deverá ser assinado pelo presidente da organização e protocolado no Núcleo Regional correspondente até 5 de maio, para providências de contratação. O início da entrega dos produtos está previsto para ocorrer a partir de 18 de maio.

Tutorial para Cooperativas e Associações da Agricultura Familiar elaborarem projetos de venda da Chamada Pública

Fonte: Agência Estadual de Notícias

Plantação de hortaliças na colônia Muricy.
São José dos Pinhais, 30-04-19.
Foto: Arnaldo Alves / ANPr.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
%d blogueiros gostam disto: